You are currently browsing the tag archive for the ‘Sonhos’ tag.

Na Revista Espírita  de 1865 no capítulo ¨Teoria dos Sonhos¨Allan Kardec  define os sonhos em três categorias:  1ª Os sonhos que  são provocados pelos acontecimentos e sentimentos que envolvem  a vida material, isto é, medos, ansiedades, conflitos, mágoas etc… as preocupações diárias que envolve o indivíduo.   Podemos entender que  esse tipo de sonho são  motivados por  acontecimentos do dia a dia que estão arquivados no nosso subconsciente.

No estado de desprendimento do Espírito, ele entra em contato com outros Espíritos que podem estar encarnados ou desencarnados, e acontece a comunicação, quando acordamos muitas vezes temos a sensação que estávamos sonhando mais não conseguimos lembrar de nada.  

2º caso – Há um desprendimento um pouco  mais completo, e ao acordar a pessoa até  consegue lembrar do sonho com  detalhes,  mas imediatamente o esquece.  Seria interessante se pudesse anotar o sonho, para lembrar alguma coisa, pois a lembrança é rápida e logo  acontece o esquecimento. 

3º caso – São os sonhos que há um desprendimento maior do Espírito e da matéria, nesse caso as lembranças são bem mais fortes. Sonha-se com lugares interessantes,  com pessoas já desencarnadas, que sendo parentes ou amigos   os encontros são extremamente afetuosos, e consoladores.

Mas também podemos encontrar com inimigos do presente ou do passado, onde acontecem sonhos desagradáveis . O assunto é vasto e para entendermos encontramos em ¨O Livro dos Espíritos¨ um capítulo bastante explicativo. Fica o convite para o estudo Doutrina Espírita.

Muita Paz 

Anúncios

Relendo uma Revista Internacional do Espiritismo de 2009, achei bastante interessante esse artigo a respeito dos sonhos ¨(…) os encarnados dedicados às causas do progresso humano, enquanto dormem, livrando-se parcialmente  do corpo, encontram-se na espiritualidade e confabulam sobre seus trabalhos individuais na terra ¨

Allan Kardec conta na edição de junho de 1866 da Revista Espírita, sobre um sonho que teve e que lhe causou forte impressão. Nele, viu reunido um grupo de pessoas, no que parecia ser uma rua, as quais lhes eram estranhas na sua maioria e, tentando  perceber o assunto de que tratavam, notou surgir um muro próximo uma inscrição brilhante que enunciava:

Descobrimos que a borracha rolada sob a roda faz uma légua em dez minutos… Sem conseguir enxergar mais detalhes, a frase apagou-se, deixando-o bastante intrigado. Já acordado pressentiu que o enunciado escondia um objetivo, mas não atinava qual seria.

Sua saúde, nesse período, carecia de cuidados e tendo consultado o Dr.Demeure, que fora médico na terra, aproveitou para ouví-lo sobre o sonho. O Espírito pediu um prazo a Kardec para inteirar-se do assunto. Essa passagem relatada por Kardec confirma as orientações encontradas nas obras básicas.

O fato é que as pessoas que Kardec viu nos sonhos, na erraticidade, eram reais e trocavam informações para a descoberta do que viria a ser, em breve, o pneu, artefato de borracha fundamental para dar maior agilidade aos veículos de transporte, que começavam a ser desenvolvidos.

O tempo passou e o progresso desenvolveu o pneu e o automóvel, que se transformou praticamente numa necessidade moderna para o delírio das multidões. Dr. Demeure , informou que os encarnados dedicados à causa do progresso humano, enquanto dormem, liberando-se do corpo durante o sono confabulando com os trabalhos individuais da terra.

Esses encontros no espaço explicam ainda o fato do surgimento de idéias idênticas, em vários pontos do globo, praticamente ao mesmo tempo, e que acabam dando origem a grandes e pequenos feitos que têm por fim promover o avanço da humanidade.

Muita Paz 

Na questão 401, de ¨O Livro dos Espíritos¨ Allan Kardec pergunta à espiritualidade: Durante o sono, a alma repousa com o corpo? – Não. O Espírito jamais fica inativo. Durante o sono, os liames que o unem ao corpo se afrouxam  e o corpo não necessita do Espírito. Então, ele percorre o espaço  e entra em relação mais direta com outros Espíritos.

É nesta hora que os nossos protetores, nos proporcionam o reencontro  com aqueles entes queridos  que nos precederam  a volta à pátria espiritual.

Na pergunta 402 Kardec pergunta;  Como podemos julgar  da liberdade do Espírito  durante o sono? – Pelos sonhos. Sabei  que, quando o corpo repousa, o |Espírito  dispõe de  de mais faculdades  que no estado de vigilia.  Tem a lembrança do passado  e ás vezes a previsão do futuro; adquire  mais poder e pode entrar em comunicação  com outros espíritos , seja deste mundo, seja de outro. Frequentemente dizes: ¨Tive um sonho bizarro, um sonho horrível, mas que não tem  nnhuma  verossimilhança¨ Engana-te. É quase sempre uma lembrança  de lugares e coisas que viste ou que verás numa outra existência ou em outra ocasião. O corpo estando adormecido, o Espírito  trata de quebrar  as suas cadeias para investigar no passado e no futuro. 

 

Está claro que esta é a visão da Doutrina Espírita, que não é compartilhada pela Psicologia, notadamente pela teoria freudiana que estabelece na “interpretação dos sonhos” algo que é explicado da seguinte maneira:

Temos desejos que estão nas profundidades do nosso inconsciente (Id) que não temos condições de admití-los, pois nosso eu (ego) não está estruturado para considerá-los verossímel. Ele diz também que temos uma estrutura de fiscalização, chamada superego, que de alguma maneira nos protege pelos aspectos morais, educacionais estabelecidos pelo meio onde a pessoa vive.

Para Freud, o sonho é um “escape” de algo do inconsciente que vem à tona como um “ato falho”, ou seja, uma expressão do desejo que vem ao consciente. Freud era materialista e, como todos os médicos e psicólogos materialistas, consideram que o pensamento é uma secreção do cérebro.

Apesar de considerarmos vários sonhos como preocupação do nosso cotidiano. Ficamos com a explicação da Doutrina espírita para a maioria dos nossos sonhos. 

Muita Paz

 

Espíritas amai-vos; espíritas instrui-vos.
Dezembro 2017
S T Q Q S S D
« Maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 39 outros seguidores