You are currently browsing the tag archive for the ‘persistência’ tag.

Confiança

Todos nós em vários momentos da nossa vida perdemos a calma, e agimos como não gostaríamos de agir. Lembremos neste momento da oração para nos acalmar e ajudar-nos a encontrar outra solução que não seja motivos de arrependimentos mais tarde.

Encontrei uma bela mensagem de André Luiz, para que possamos refletir nesses momentos dificieis.

Se você está no ponto de estourar mentalmente, silencie alguns instantes para pensar.

Se o motivo é moléstia do próprio corpo, a intraquilidade traz o pior.

Se a razão é enfermidade em pessoa querida, o seu desajuste é fator agravante.

Se você sofreu prejuízos materiais, a reclamação é bomba atrasada, lançando caso novo.

Se perdeu alguma afeição, a queixa tornará você uma pessoas menos simpática, junto de outros amigos.

Se deixou alguma oprtunidade valiosa para trás, a inquietação é falta de tempo.

Se contrariedades aparecem, o ato de esbravejar afastará de você o concurso espontâneo.

Se você praticou um erro, o desespero é porta aberta a faltas maiores.

Se você não atingiu o que desejava, a impaciência fará mais larga a distãncia entre você e o objetivo a alcançar.

Seja qual for a dificuldade, conserve a calma trabalhando, porque, em todo problema a serenidade é o teto da alma, pedindo o serviço por solução.

Muita Paz

Anúncios

Normalmente os grupos de estudo de um Centro Espírita não contam com o interesse dos participantes da casa. Por mais que seja explicado a necessidade do estudo, por mais que seja mostrado a importãncia do conhecimento da Doutrina, as pessoas preferem os outros tipos de reunião.  Por que?

O próprio codificador nos orientou ¨Espíritas amai-vos; espirítas instruí-vos¨. Na verdade as pessoas buscam o Centro Espírita  para a solução dos seus problemas materiais, não penam no seu futuro espiritual. Grupos mediúnicos, grupos públicos, tem a preferência dos frequentadores da casa.

Apesar de reconhecermos que o importante é a qualidade e não a quantidade, ainda ficamos tristes, quando percebemos a casa vazia no dia de estudo da doutrina. O que todo dirigente de grupo de estudo precisa avaliar é que ,  onde há duas  ou três pessoas reunidas  em nome de Jesus, o trabalho é produtivo .

Se algumas poucas pessoas estudam e aprendem, são assíduos , não importam quantas sejam. São multiplicadores  da doutrina dos ensinamentos dados por Jesus. Cada participante leva o que aprende para outras pessoas seja na família na comunidade, seja no atendimento que dá dentro da própria casa.

A espiritualidade ampara e prepara seja o número de pessoas que estiverem dispostas a aprender,  sejam encarnados ou desencarnados. o importante é:  que haja,  muitos,  pequenos grupos estudando, somos agentes multiplicadores das palavras do Nosso Mestre Jesus. e agradeçamos a Deus a superação de muitos dos nossos defeitos como a preguiça, desânimo e o comodismo.

Nada será impedimento para quem quer entender melhor a nossa Doutrina. E pontualmente  nos dias de estudo estaremos firmes em nossos postos. Jesus nos aconselhou  ¨Faz que o céu te ajudará ¨

Muita Paz 

Certa vez, um homem plantou uma roseira e passou a regá-la constantemente. Assim que ela soltou seu primeito botão, que em breve desabrocharia, o homem notou espinhos sobre o talo e pensou, consigo mesmo:  ¨Como pode uma flor tão bela vir de uma planta rodeada de espinhos? ¨

Entrestecido com o fato, ele se recusou a continuar  regando a roseira e, e antes mesmo de estar pronta para desabrochar, a rosa morreu. Isso acontece com muitos de nós com relação à nossa semeadura. Plantamos um sonho e, quando surgem as primeiras dificuldades, abandonamos a lavoura.

Fazemos planos de felicidade, desejamos colher flores perfumadas e, quando percebemos os desafios que se apresentam,logo desistimos e o nosso sonho não se realiza. Os espinhos são exatamente os desafios que se apresentam para que possamos superá-los.

Se encontramos pedras no caminho é para que aprendamos a retirá-las e, dessa forma, nossos músculos se tornem mais fortes.  Não há como chegar ao topo da montanha sem passar pelos obstáculos normais da caminhada. E o mérito está justamente na superação desses obstáculos.

O que geralmente ocorre é que não prestamos muita atenção na forma de realizar os nossos objetivos e, por isso, desistimos com facilidade e até justificamos o fracasso lançando a culpa em alguém ou em alguma coisa.

O importante é que tenhamos sempre em mente que se desejamos colher flores, temos que preparar o solo, selecionar as sementes, plantá-las, regá-las sistematicamente e, só depois colher.

Muita paz

Reflexão Espírita

Estudar não significa ler as obras Espíritas, é necessário aprender e compreender. Estudar o Espiritismo é necessário aplicação e perseverança. Além do conhecimento que adquirimos com o estudo, ficamos em sintonia com a espiritualidade superior.

Na fase em que a humanidade está passando, essa busca de alta frequência, é de fundamental importância, entender o que acontece no nosso planeta.  É comum o estudioso sentir dificuldade para manter a concentração no estudo, percebendo que seus pensamentos vagam impedindo seu entendimento do assunto.

Nessas ocasiões é importante persistir com determinação para manter o foco principal do seu interesse, e a força de vontade é imprescendivel. ¨O Livro dos Espíritos ¨nos possibilita estudar Deus, os elementos gerais do universo, enfim  as causas primárias.

¨O Livro dos Médiuns ¨ nos ensejar estudar, as manifestações espíritas com profundidade. ¨O Evangelho Segundo o Espiritismo ¨ representa o ensino da Terceira Revelação, orientada pelo Espírito de Verdade, revive os ensinos morais de Jesus Cristo.

A ¨Gênese nos leva a estudar o caráter da revelação espírita, os milagres e as predições. E ¨O Céu e o Inferno ¨temas relacionados com o próprio título do Livro ¨.Estudemos as obras básicas de Allan Kardec, para podermos entender a Doutrina Espírita, que é a Doutrina do nosso Mestre Jesus.

Muita paz

Texto baseado RIE – 2006

Qual será a melhor solução, diante dos obstáculos,  das pedras,  que encontramos no nosso caminho?

Abandonar o objetivo, procurar outra coisa mais fácil, ou insistir em nossos planos, mesmo que levando muito tempo e árduas experências  que nos fazem chorar muitas vezes?

Logicamente, para não fazer esforço é mais fácil abandonar os desafios da existência, todavia tais atitudes atestam nossa fraqueza e falta de coragem para enfrentar a vida. Quantos empreendimentos abandonamos no meio do caminho porque seus resultados estão demorando, porque pensamos  que seria mais fácil.

Não cansaremos  de repetir  que as grandes realizações são aquelas que custam o amor, a fé, a confiança, a perseverança, o ideal, a persistência  e a convicção dos que  buscam sinceramente. Quem luta e trabalha sempre alcançará resultados e satisfações. Os grandes personagens da história sofreram dificuldades por anos, até alcançarem a realização dos seus objetivos que fizeram deles vencedores.

Quando Deus coloca uma pedra no nosso caminho, não o faz para ferir-nos os pés, mas para fornecer material para a construção do alicerce de nossa vitória.  O sucesso jamais poderia repousar na fragilidade das facilidades. As árvores  são fortes porque enfrentam os desafios da natureza, e fincam suas raizes bem profundas, na conquista dos elementos vitais. Com isso resistem a fortes vendavais. Pensemes nisso.

Muita paz  – RIE

Espíritas amai-vos; espíritas instrui-vos.
Outubro 2017
S T Q Q S S D
« Maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 39 outros seguidores