You are currently browsing the tag archive for the ‘Obsessão’ tag.

O vampirismo é um dos assuntos de destaque dentro do estudo da Doutrina Espírita, o termo vampiro foi definido como sendo os mortos que durante a noite sugam o sangue de pessoas vivas. Assistimos filmes assustadores que nos falam de vampiros perseguindo vítimas para seu deleite.

tormento

   No espiritismo J. Herculano Pires nos explica  que os vampiros também são seres sugadores e os  define da seguinte maneira:  ¨Vampirismo é um tipo de obsessão no campo das viciações sensoriais e essa denominação decorre de sua principal característica  que é a sucção das energias vitais da vítima por esses obsessores ¨

Os maus Espíritos  perseguem os seres viciosos que são exageradamente ligados a emoções  materializadas, eles se aproximam dos encarnados  portadores dos mesmos vícios. Quanto mais isso ocorre mas ficam fortalecidas as organizações trevosas. Herculano Pires ainda nos diz que:   ¨Se não encararmos o vampirismo com energia rigorosa dentro dos ensinamentos da Doutrina Espírita  estaremos sujeitos a ser enganados por espíritos mistificadores que passarão a nos vampirizar, na vida material como na vida espiritual.

O tratamento na caso do vampirismo é espiritual e físico. no caso do espiritual através de passes  e o físico através de tratamento médico, porque os obsessores  tem acesso as suas vítimas através de afinidades  e devem ser tratados pelo meio físico e espiritual, não podemos em hipótese nenhuma desprezar o tratamento médico.

Pois depois da doença instalada no corpo material  faz necessário  tratamento material, O vampirismo termina quando sua vítima se dispõe a receber o tratamento adequado  afastando-se dos vícios, ficando fortalecido contra as sugestões  de espíritos vingativos e enganadores.

Muita Paz

Revista RIE

Anúncios

A fascinação tem consequencias graves. Trata-se de uma ilusão criada pelo médium  e que paralisa de certa maneira a capcidade de julgar as comunicações. O médum fascinado não se considera enganado. O Espírito consegue inspirar-lhe uma confiança cega, impedindo-o de ver a mistificação e de compreender o absurdo que está passando mesmo os que estão à volta percebendo.

 A ilusão pode chegar ao ponto de levá-lo a considerar sublime a linguagem mais rídicula. Os médiuns mais instruídos  não estão livre de passar por esta situação, o que prova tratar-se de uma aberração produzida por uma causa estranha, cuja influência os subjuga.

o Espírito dirige sua vítima como se faz com um cego, podendo levá-lo  a teorias falsas como sendo expressão da verdade. Além disso pode arrastá-lo a ações ridiculas e até mesmo bastante perigosas. As palavras como caridade, humildade  e amor servem como carta de fiança . Mas apesar disso deixa passar os sinais de sua inferioridade.

Sua tática é quase sempre a de inspirar a sua vítima afastamento de quem quer que possa lhe abrir os olhos . Evitando por esse meio qualquer contradição, está certo  de ter sempre razão. A única solução que o médium pode evitar de cair em uma cilada como esta, e o ensinamento de Jesus Cristo nosso irmão maior, quando nos disse:

¨ ORAI E VIGIAI ¨

 Alzheimer acima de tudo é uma moléstia que reflete o isolamento do espírito.  E como toda doença faz parte da nossa programação. Pesquisas indicam que estão aparecendo precocemente.  Se tudo está mais precoce, o que impede de doenças com possibilidade de surgirem lá pelos 65 anos de idade apareçam lá pela casa dos 50 ou até menos? Afirmam os especialistas,  que os motivos são o estilo de vida atual, estresse crônico, distúrbios do sono, medicamentos, estimulantes como a cafeína e outros etc.  Pesquisas também indicam  alguns traços de personalidade das pessoas portadoras de Alzheimer.

 a) Costumam ser muito focadas em si mesmas. b) Vivem em função das suas necessidades e das pessoas com as quais criam um processo de co- dependência e até de simbiose. c) Seus objetivos de vida são limitados (em se tratando de evolução). d) São de poucos amigos. e) Gostam de viver isoladas. f) Não ousam mudar. g) Conservadoras até o limite. h) Sua dieta é sempre a mesma. i) Criam para si uma rotina de ‘ratinho de laboratório’. j) São muito metódicas. k) Costumam apresentar pensamentos circulares e idéias repetitivas bem antes da doença se caracterizar.

 l) Cultivam manias e desenvolvem TOC (transtorno obsessivo compulsivo) com freqüência. m) Teimosas, desconfiadas, não gostam de pensar. n) Leitura os enfastia. o) Não são chegadas em ajudar o próximo. p) Avessas á prática de atividades físicas. q) Facilmente entram em depressão. r) Agressivas contidas. s) Lidam mal com as frustrações que sempre tentam camuflar. t) Não se engajam. u) Apresentam distúrbios da sexualidade como impotência precoce e frigidez. v) Bloqueadas na afetividade e na sexualidade.

 Algumas têm dificuldades em manifestar carinho, para elas um abraço, um beijo, um afago requer um esforço sobre-humano. Gatilhos que costumam desencadear o processo: – Na atualidade a parcela da população que corre mais risco, são os que se aposentam – especialmente os que se aposentam cedo e não criam objetivos de vida de troca interativa em seqüência. Isolam-se.

 Adoram TV porque não os obriga a raciocinar, pois não gostam de pensar para não precisar fazer escolhas ou mudanças. Avarentos de afeto e carentes de trocas afetivas quando não podem vampirizar os parentes, deprimem-se escancarando as portas para a degeneração fisiológica e principalmente para os processos obsessivos. Nessa situação degeneram com incrível rapidez, de uma hora para outra.

 Alzheimer e mediunidade – No decorrer do processo os laços fluídicos ficam tão flexíveis que eles falam com pessoas que não enxergamos nem sentimos. Chegam a transmitirem o que dizem os desencarnados ou são usados de forma direta para comunicações

Obsessão – É bem comum que a doença insidiosamente se instale através de um processo arquitetado por obsessores, pois os que costumam apresentar essa doença não são muito adeptos da ajuda ao próximo e do amor incondicional; daí ficam vulneráveis às vinganças e retaliações.

Evidente que conhecemos pessoas que con tradizem estas pesquisas apresentando ou nao essa doença. É raro que bons tarefeiros a serviço do Cristo transformem-se em Alzheimer. Mas, quem é ou quais são os alvos do processo obsessivo?  O  Alzheimer pode chegar para o  rico ou pobre, intelectual ou ignorante, qualquer um de nós podemos ser vítima dessa doença. Mas esse é resgate é somente para o doente? E a família também  não estará passando  por esse processo. Vale a pena abdicar de uma tarefa de vida para cuidar de uma pessoa que tudo fez para ficar nessa condição de necessitado?   Na dúvida chame Jesus, Ele explica tudo muito bem… O problema da obsessão – Quem obsidia quem?

 Cuidador e doente são antigos adversários?- A doença de Alzheimer acima de tudo é uma moléstia que reflete o isolamento do espírito que se torna solitário por opção? A melhor e mais eficiente delas é o estudo, o desenvolvimento da inteligência, da criatividade e a prática da caridade. Seguir ao pé da letra o recado que nos deixou o Espírito da Verdade: ‘Amai-vos e instruí-vos’.  Torne sua vida produtiva, pratique sem cessar o perdão e a caridade com muito esforço e inteligência. 

Esse artigo me foi enviado pelo irmão Rodrigo Ornela.

Muita Paz

Uma das maiores dificuldades que o ser humano   enfrenta  é a obsessão, isto é, a influencia de Espíritos inferiores em nossas vidas, desde a mais simples obsessão até a subjugação. A subjugação é aquela que produz a paralização da vontade da vítima.

A fascinação é uma ilusão criada diretamente pelo Espírito,  no pensamento do médium. E o médium invigilante  não se considera enganado. Acha-se o melhor em tudo que se relaciona com a Doutrina Espírita. Os Espíritos que se aproximam dele são superiores, sente-se o melhor palestrante, acredita que conhece todas as verdades. E o efeito é muito grave pois todos percebem que está sendo vítima da mistificação, porém  ele não aceita nenhum tipo de ajuda.

Normalmente é bastante popular, tem uma linguagem empolgada, cheia termos técnicos,  inteligente, fala de caridade de amor, porém sempre impõe sua vontade e vivem cercados de pessoas crédulas, que não conseguem enxergar a verdade. Quando suas sugestões não são aceitas, mostra-se contrariado mas coloca-se como incompreendido.

Reverter o quadro não é fácil pois essa pessoas não querem nenhum tipo de ajuda,   não percebem seus defeitos, apenas vê a inveja que os outros nutrem por elas. O que realmente precisamos fazer é nos precaver desse tipo de obsessão através da vigilância; ¨Orai e Vigiai¨ são ensinamentos do nosso Mestre Jesus.

Observemos os elogios que nos fazem, não permitindo que a vaidade possa tomar conta do nosso coração. Evitemos sermos elogiado,  mas trabalhemos como um bom Espírita, Amando,  Estudando, e vivendo o Evangelho de Jesus. Só assim poderemos afastar os Espíritos  que podem nos fascinar. 

Muita Paz

Os  estudiosos espíritas afirmam, que se estivermos sintonizados com os bons espíritos não há o que temer em relação aos atos  de magia negra.  Sabemos que atraímos espíritos maus por sintonia. E que somente seremos vítimas de  maus espíritos se houver afinidades com eles.

Mas será que somos capazes de manter nossa vibração elevada todo o tempo?  O problema é que nos  descuidamos das nossas defesas. Em primeiro lugar, precisamos ter fé em Deus, levar uma vida sem prejudicar o nosso semelhante, e reconhecer que essa influência negativa existe. Sabemos de inúmeros casos de obsessões, em que os espíritos imperfeitos  nos leva a sofrer ações que nos prejudicam, caso entrem em sintonia conosco. Mas não devemos temer, Jesus nos deu o ensino que pode nos proteger constantemente de qualquer trabalho de Magia Negra .  ¨Orai e Vigiai ¨

 

Em o ¨O Livro dos Espíritos¨ pergunta 553, Kardec pergunta aos espírtos: Qual pode ser o efeito de fórmulas e práticas com as quais certas pessoas pretendem dispor da ajuda dos espíritos ?

E os espíritos respondem: –  O  de as de tornar rídiculas, se forem  de boa fé.  No caso contrário são tratantes e merecem castigos. Todas as fórmulas são charlatanices ; não há nenhuma palavra sacramental , nenhum signo cabalístico, nenhum talismã que tenha qualquer ação sobre os espíritos, porque eles só são atraidos pelo nosso pensamento  e não  pelas coisas materiais.

 ¨Orai e Vigiai para não cairdes em tentação¨, foi o ensinamente que o Mestre nos deixou . Sigamos o ensinamento de Jesus com confiança, mesmo sabendo que ainda somos crianças espirituais e que, por isso, seremos ainda tentados muitas vezes. O importante é não desanimar jamais.

Muita Paz

Espíritas amai-vos; espíritas instrui-vos.
Dezembro 2017
S T Q Q S S D
« Maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 39 outros seguidores