You are currently browsing the tag archive for the ‘Medo’ tag.

Quantos  de nós conhcemos nossos erros, nossas fraquezas e ainda assim, não conseguimos reagir. Sabemos que somos criticados pelos que estão à nossa volta e continuamos estagnados! Esses irmãos também em sofrimento não conseguem entender as dificuldades dos mais fracos.  Somente através da prece poderemos vencer as barreiras do medo e da estagnação.

Quantos de nós temos dificuldades de entender e aceitar as leis de Deus com serenidade e sabedoria, curvando as nossas cabeças diante das dificuldades da vida. Vivemos em mundo de provas e expiações onde Deus nosso Pai atende a muitos dos nossos pedidos, porém os fatos que fazem parte das leis divinas, ele não atende.

 Fatos que são necessários para o nosso desenvolvimento espiritual, e que não podem ser modíficados, mesmo através do uso  do nosso livre arbítrio. É importante buscarmos na prece a aceitação e a resignação,  pois fazem parte dos desígnos de Deus para nossa evolução espiritual.

Há fatos que não podemos modificar como: a finitude das nossas existências, doenças e perdas de entes queridos, são fatos que fazem parte da evolução do Espírito. O Espiritismo essa doutrina consoladora nos dá o alento necessário para superarmos as nossas dificuldades. ¨  Pois o Pai não nos dá um fardo maior,  do que aquele que  podemos suportar¨  Na certeza que dias melhores virão e que poderemos sim, com a ajuda dos ensinamentos do nosso Mestre Jesus superaremos o sofrimento.

Muita Paz

Certa vez um homem rico, precisou viajar por muito tempo. Chamou então seus servidores de confiança e lhes entregou seus bens, a fim de que negociassem com as quantias que lhes eram entregues.

Ao primeiro servo deu cinco talentos, que corresponde a nossa moeda mais ou menos cem mil reais. A o segundo entregou dois talentos e ao terceiro , um talento.

 

O primeiro foi imediatamente negociar  com os seus talentos e, vários negócios fez, conseguiu ganhar outros cinco talentos. O segundo fez o mesmo e conseguiu também dobrar os talentos. O terceiro servidor, porém, em lugar de multiplicar realizando negócios, como os outros dois, saiu da casa do Senhor e foi para sua residência. E, no fundo do quintal, enterrou a moeda de ouro que o grande proprietário lhe havia passado às mãos.

Decorrido algum tempo, o senhor voltou. e chegando em casa, chamou aqueles servidores para ajustar com eles. Compareceu o primeiro à presença do seu amo. E falou: – Senhor entregaste-me cinco talentos. Negociei e consegui  dobrar. Aqui estão os dez talentos. Disse-lhe o senhor: – Muito bem, servo bom e fiel, de agora em diante te confiarei negócios  maiores. Estarás ao meu lado  e gozarás da minha confiança e terás felicidade.

Chegou o segundo servidor e disse também que havia dobrados os dois talentos. E recebeu do senhor os elogios e a promessa de uma vida melhor. Chegou por fim o terceiro servidor, que havia recebido apenas um talento. E disse ao seu senhor: – Eu te conhecia e sempre soube que és um homem duro e severo, que gostas de colher onde não semeaste e recolhes o trabalho dos outros. Por isso tive MEDO de ti e da tua justiça. E, por medo escondi o seu talento  na terra e hoje desenterrei  tua moeda. Aqui está o que te pertence.

O proprietário, porém, lhe respondeu:

Servo mau e preguiçoso, por que me ofendes assim? Por que imaginas que eu gosto de colher onde não semeei e me agrada explorar o trabalho alheio? Se assim julgavas, por que não puseste, pelo menos , o dinheiro no banco, para render juros, já que  não querias multiplicá-lo com teu trabalho?

E chamando outros servidores de sua casa, continuou: – Tirai-lhe o talento e dai-o ao que tem dez talentos. A todo aquele que tem ainda, mais se dá e ele terá em abundância; mas, ao que não tem, até o que tem lhe será tirado. Lançai o servidor inútil fora do meu palácio, onde há lágrimas, fome e revolta, sem as alegrias que provém do trabalho honesto e fiel.

Esse reino representa o universo, cada alma, por mais pobre e pequenina que seja, tem uma determinada tarefa ou missão. Deus dá a cada um de nós  uma tarefa, maior ou menor, segundo a capacidade de cada alma. Mas Deus quer que multipliquemos  os nossos talentos  e não os enterremos como fez o servo que foi classificado de mau.

Nossos talentos são as possibilidades que todos nós temos de fazer algum bem no mundo. Os nossos talentos são o nosso conhecimento, o nosso amor ao próximo. Com esses talentos devemos  praticar a caridade. Essa caridade pode ser moral ou material, o importante é usarmos o nosso talento para ajudarmos aos nossos semelhantes.

Muita Paz 

Temer as energias negativas, enviadas por nossos inimigos,   é uma das   maiores preocupações  do ser humano.  Em primeiro lugar, não há motivos para temores, pois o medo e a culpa,  são  os principais motivos das nossas perturbações, nos deixando  completamente  vulneráveis. Se  tememos algo ou  alguém,  significa a  falta de fé em Deus.

Em princípio precisamos enfrentar  a situação e  manter a calma.  Ao invés de ficarmos esperando vibrações negativas dos nossos desafetos,  enviemos vibrações positivas para eles.  Contornar a situação,  lembrando  dos ensinamentos do Mestre quando nos disse:   ¨Reconcilia-te com teu adaversário, enquanto estais a caminho¨,  evidentemente que será melhor enquanto  estivermos  trilhando o nosso caminho,  aqui na terra, para não levarmos as  desavenças, para as  nossas próximas existências.

 A  postura de medo, pode nos levar a  ¨Auto obsessão¨, com isso,  ajudando a atrair as más influências para nós mesmo. A  auto obsessão acontece, quando não   temos  confiança  em nossos protetores,  em nossa maneira de agir, e  quando  não confiamos  na nossa força interior, ¨ela¨,  é a nossa maior defesa, pois está aliada a fé em Deus.

As flechas não alcançam o céu.   Se vivermos com pensamentos elevados,  palavras e ações nobres,  fugindo das conversações negativas, maldosas,  nada temos a temer,   fecha-se o canal para  as influências negativas, reforçando o caminho espiritual. Pois as vias de acesso, pelas quais as energias negativas podem entrar em nosso campo vibratório,  são as portas que levam a nossa mente e ao nosso coração.

Muita Paz

  

Espíritas amai-vos; espíritas instrui-vos.
Agosto 2017
S T Q Q S S D
« Maio    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 39 outros seguidores