You are currently browsing the tag archive for the ‘Fé’ tag.

Temos Jesus

Desaba o velho mundo em treva densa

E a guerra, como lobo carnívoro,

Ameaça a verdade e humilha a crença,

Nas torturas de um novo cativeiro.

Mas vós, no turbilhão da sombra insana,

Tendes convosco o Excelso companheiro,

Que ama o trabalho e esquece a recompensa,

No serviço do bem ao mundo inteiro.

Eis que a terra tem crimes e tiranos, ambições, desvarios, desenganos,

Aspereza dos homens da caverna;

Mas vós tendes Jesus em cada dia.

Trabalhemos na dor ou na alegria,

Na conquista de luz da Vida Eterna.

Muita Paz

Abel GomesJesus Allan karde chico xavier

Anúncios

Deus criou todos os espíritos simples e ignorantes , não estabeleceu diferenças e deu-lhes também o libre arbítrio,  isto é, o direito de direcionar suas ações. Os Espíritos foram juntando-se por afinidades e daí nascendo grandes amizades, unidos pelos tendências e pelos sentimentos.
alcool3
   A verdadeira  amizade só existe entre os homens virtuosos, que se reúnem  para se encorajarem para dar apoio ao seu amigo na hora do sofrimento e na cumprimento dos seus deveres. Todo coração verdadeiramente abnegado  possui o sentimento da amizade.
Ao contrário, das criaturas ainda embrutecidas, essa amizade sincera na maioria das vezes não existe, pois esses irmãos ainda com  suas almas viciosas e orgulhosas pensam apenas em si mesmo  semelhante à semente caída sobre a terra  árida, e não a deixa fecundar para o bem.

Só através da prece cheia de fé podemos nos proteger dos inimigos externos e internos. A prece eleva o Espírito do homem para Deus, o transporta para um estado de tranquilidade, de paz.

maos

Quanto mais confiante e fervorosa for a prece, melhor é escutada pelos nossos protetores que a encaminhará até Deus. Ela nos defende dos nossos inimigos interiores que são as paixões do mundo, e dos inimigos externos em que por muitas vezes confiamos. Oremos a Deus com toda sinceridade e com fé.    Para que apenas permaneça junto de nós os amigos sinceros e que os nossos inimigos sejam amparados pelo de Deus nosso Pai.

Muita Paz

A coragem sempre foi algo importante entre os homens, porque há mérito em enfrentar os perigos, perseguições, calúnias ou não temer  expor sua opinião, o mérito está em razão das circunstâncias  e da importância  do resultado.

 Há sempre fraqueza em recurar diante das consequencias de uma opinião e  renegá-la é um ato de covardia, é a  fuga da sua verdadeira opinião. Essa covardia estende-se ao ocultamento da fé que se professa. Neste caso perderão o beneficio de sua fé, pois é uma posição em que o ser sente vergonha em assumi-la. Preocupando-se com a opinião de outros, colocando sua fé abaixo dos interesses materiais. Tem a sua crença,  mas esta  deve permanecer escondida..

Alguns espíritas  escondem a sua crença e chegam a dizer que é para não chocar as outras pessoas. Então apenas dizem sou cristão. Espírtitas ! Não neguem a sua fé! Sabemos que semearemos  na terra e colheremos  na vida espiritual, colheremos os frutos da nossa coragem ou da nossa fraqueza.

Muita Paz

¨ O Reino de Deus é semelhante a um grão de mostarda , que um homem tomou e semeou em seu campo. Na verdade, ele é a menor de todas as sementes, mas depois de crescido, é maior que todos os legumes e torna-se uma árvore, de sorte que as aves do céu vêm habitar seus ramos¨. Marcos 4; 31 – 32

 

Conhecemos a mostarda como condimento, usado nas refeições, porém na Palestina a sinapsis nigra atingindo no seu estado selvagem, pode chegar a  mais de três metros de altura.  E para os povos daquela região era uma expressão para qualquer coisa pequena, daí o maravilhamento  pelo fato de uma pequena semente tornar-se uma das maiores  árvores.

Jesus quis mostrar que este pequeno grão pode crescer e tornar-se uma grande árvore, abrigando pássaros  em seus ramos. Jesus a exemplificava  com o crescimento da verdade. Pois  a semente pequenina cai ao solo e tende a crescer, umas se desenvolvem rapidamente, outras lentamente, assim é a fé nos nossos corações.

Jesus não abordou o tamanho da fé, mas a comparou quando disse:  ¨Se tiverdes fé  como um grão de mostarda ¨…, na verdade ele ensinava sobre a semelhança entre a fé  e uma semente de mostarda  e não sobre o tamanho da fé. Precisamos antes de mais nada,  fazer crescer a nossa fé.

Muita Paz  

 O Espiritismo nos ensina que existe uma interação muito profunda entre o espírito (mente) e o corpo físico. Este é também o parecer de muitos estudiosos da ciência médica, que chegaram a esta conclusão após várias pesquisas.

Situando doenças e doentes desta verdade, vamos entender porque as pessoas têm reações diferentes quando acometidas por doenças.
Doentes e doenças são questões idênticas na base, mas com reflexo diferenciados. É impossível separar o físico do espírito, pois, se o físico é a máquina corporal que se movimenta, somente consegue existir porque recebe os impulsos e a energia que o espírito lhe oferece.

Quando pensamos, criamos mentalmente de acordo com a nossa mente. Isto equivale a dizer que as construções mentais serão benignas ou malignas, dependendo do nosso estado emocional no momento. Sendo assim, vivemos em função daquilo que pensamos, mas, raramente nos damos conta dos reflexos que os pensamentos têm sobre nós mesmo.

A qualidade dos nossos pensamentos influencia o nosso organismo físico, e devido a este mecanismo, estabelecemos o bem-estar e a saúde se estivermos em sintonia com o equilíbrio emocional; ou podemos contrair alguma doença se estivermos desenvolvendo pensamentos negativos capazes de atingir a estrutura física do nosso corpo.

O nosso comportamento como um todo, é responsável pela maioria das doenças que nos atingem. O espírito em desarmonia, emite energia também desarmônica que acaba influenciando o corpo físico, permitindo o desequilíbrio das células ou então, deixando de oferecer resistência às invasões bacterianas.

Instaladas a doença, esta irá se desenvolver, entre outros fatores, de acordo com a postura mental do paciente. Está confirmado que, se o doente movimentar suas energias de forma positiva, e com esperança, enfrentando o problema como sendo um acontecimento que faz parte das ocorrências terrenas, terá maiores possibilidades de chegar à cura.

Doentes sofrendo do mesmo mal, podem apresentar comportamentos totalmente diferentes que chegam a influencia o estado geral da pessoa.
Viver o momento da doença sem revolta, sempre na esperança de melhores, ajuda na renovação das células doentes e do bem-estar geral. Além do que, também impedem que a pessoa se comprometa para o futuro em vistas dos dias difíceis que atravessa.
No período da doença devemos adotar um comportamento de confiança e fé, e com isto permitimos que nos chegue a ajuda do Alto através dos benfeitores espiritual, que nos envolvem em vibrações elevadas.

Não podemos esquecer que os males físicos ainda fazem parte do Planeta Terra e não devem ser entendidos com castigo. São decorrências naturais do nosso próprio viver de ontem ou de hoje.

Muita Paz

Nas reuniões públicas de uma Casa Espírita, os trabalhos são divididos em palestras e passes. Sabemos da importância dos passes magnéticos e também a importância das palestras. Porém ainda há uma pequena parcela de pessoas que não gostam de assistir as palestras, chegando quase no final apenas para receberem os passes.


Sem dúvida as duas partes são de grande importãncia, tanto para o esclarecimento da doutrina, quanto para a consolação e melhoria de quem participa. No entanto há algumas Casas Espíritas que durante as palestras, já vão conduzindo as pessoas para o passe.  O corre que esse procedimento, levam  as pessoas a não voltarem para continuar a ouvir a palestra. Até mesmo porque perdem o fio da meada e o conteúdo fica prejudicado.


O sistema ideal para todos é assistir a palestra, pois ela é indispensável ao conhecimento da Doutrina, ao despertamento  do ser em realizar sua reforma intima e para ajudar os males do corpo material em favor de um bem estar. Logo após o término da palestras receberem o passe magnético é o indicado, pois  já mais envolvidos no clima de harmonia terão maior aproveitamento.


Durante as palestras os benfeitores espirituais, já estão em volta do público dando o  apoio necessário a cada um, conforme a sua necessidade  e o passe é o complemento do tratamento espiritual.


Muita Paz 

Deus nos concedeu o direito de escolher a maneira de vivermos, isto é,  nos presenteou com o livre arbítrio. Nas perguntas 843 e 850, está bem claro este assunto com  as respostas dadas a  Allan Kardec, sobre a liberdade do homem. ¨ Pois quem tem a liberdade de pensar, tem igualmente a de obrar. Sem o livre arbitrio, o homem seria igual a uma máquina.

Deus é justo e tudo leva em conta. Deixa-nos a responsabilidade de usarmos o nosso esforço, para  vencermos os obstáculos da vida. Portando temos a liberdade de fazer as nossas  escolhas. Podemos escolher os nossos amigos e também os nossos ídolos. Durante as várias fases de nossa vida elegemos vários idolos, de acordo com o nosso desenvolvimento moral.

Evidente que vai depender do nosso entendimento. A nossa programação foi feita, porém podemos usar a nossa vontade.  Simplesmente vai depender de nós. ¨Orai e Vigiai¨ e teremos a oportunidade  de sermos orientados por nossos protetores.  A busca constante pela verdade, a certeza que Jesus nosso irmão Maior, está sempre ao nosso lado. Abrirão os nossos olhos para encontrarmos os nossos ídolos.

Muita Paz

 Os anjos da  guarda são mensageiros de Deus, enviados para nos proteger e orientar, sua missão é manter  a fé nos nossos  corações, para que possamos  vencer a nossa luta  terrestre. Eles  estão sempre perto de nós, nos intuindo no caminho do bem e do amor.

 Perseveram sempre para que aceitemos suas inspirações,  jamais se impacientando com a nossa ignorância ou as nossas fraquesas, jamais nos  abandona.  Mesmo quando estamos  em desequilíbrio, estão por perto esperando que possamos  levar o pensamento até eles para que possamos ser socorridos.

 Sempre vigilantes, utilizam-se de cada acontecimento  para instruir e educar.  Envolvem-nos  em ternura incomum, mas nos permite usar o nosso livre arbítrio, pois sabem que através das nossas iniciativas, aprenderemos sempre. São sábios e evoluídos, tentam transmitir o que precisamos para nossa evolução.  Trabalham infatigavelmente pelo nosso bem, infundindo coragem àqueles que procuram a sua proteção, sempre estão por perto, nos amparando em  qualquer situação, mesmo quando estamos certos ou errados. 

 Nunca censuram, preservando sempre  o livre-arbítrio de cada um de nós, quando caimos ele lamenta,  quando levantamos está ao nosso lado. Os anjos guardiães  nunca se cansam, porque aceitaram estar junto de nós, educam mais respeitam a nossa liberdade de escolha.  São Espíritos superiores que cooperam para o progresso da humanidade.  Cada um de nos estamos vinculados a  um anjo guardião. Aproveitemos essa oportunidade e busquemos ajuda, peçamos sua proteção antes de errarmos, ele nos orientará, através dos nossos bons pensamentos. 

  Na enfermidade do corpo ou da alma, procuremos ouvi-lo interiormente buscando a serenidade. Na saúde procuremos ouvir suas inspirações que são sempre voltados para o amor.  O nosso  anjo guardião não poderá impedir que os Espíritos perturbadores se acerquem de nós, pois somos nós que os atraimos, com as nossas fraquezas, inveja, ciúme, ódio etc.. 

Porém quando oramos e pedimos sua proteção, melhorando os nossos pensamentos  ele nos ajuda. O nosso anjo da guarda é o nosso amigo mais próximo.   Entre ele e Deus nosso Pai, temos nosso irmão Maior  Jesus Cristo o governador do nosso Planeta. Que nos deixou seus ensinamentos e os nossos anjos da guarda para nos ajudar.

Muita Paz 

 

Apesar da grande quantidade de casas Espíritas no Brasil. O Espiritismo não representa uma das religiões preferidas pelos brasileiros. A quantidade de pessoas que frequentam os centros Espíritas e aceitam  os princípios da Doutrina é grande. Mas na hora de declarar sua religião declaram participar de outra.

Ser Espírita é para pessoas que ¨acordaram ¨que encontraram respostas para suas aflições, pessoas que possuem a fé raciocinada e que estão dispostas a trabalhar pela sua reforma intima. Que entendem que a responsabilidade dos nossos sofrimentos são nossas e que o remédio é a fé, a disciplina e a caridade.

O verdadeiro Espírita não esconde a sua religião, mas aceita e respeita  todas  as  outras crenças com amor.  Emmanuel nos diz que ¨Sem noção de responsabilidade, sem a pratica do bem e sem esforço  em nosso próprio burilamento moral, é impraticável  se dizer Espírita.¨

Ser espírita não é frequentar um centro e afirmar, eu sou Espírita! É  muito mais. É  ter a consciência  sabemos muito pouco,  e que precisamos estudar muito mais, por que ainda desconhecemos  muitas coisas , porém o Consolador Prometido nos está mostrando dia a dia as verdades que ajudarão a nossa transformação.

Muita Paz 

 

 

Amélia Rodrigues

Senhor Jesus, muito obrigada!

Pelo ar que nos dás,

Pelo pão que nos deste,

Pela roupa que nos veste,

Pela alegria que possuímos,

Por tudo de que nos nutrimos

Muito obrigada, pela beleza da paisagem,

Pelas aves que voam no céu de anil

Pelas Tuas dádivas mil!

Muito obrigada, Senhor!

Pelos olhos que temos…

Olhos que vêem o céu, que vêem a terra e o mar,

Que contemplam toda beleza!

Olhos que se iluminam de amor

Ante o majestoso festival de cor

Da generosa Natureza!

E os que perderam a visão?

Deixa-me rogar por eles

Ao Teu nobre coração!

Eu sei que depois desta vida,

Além da morte,

Voltarão a ver com alegria incontida…

Muito obrigada pelos ouvidos meus,

Pelos ouvidos que me foram dados por Deus.

Obrigada, Senhor, porque posso escutar

O Teu nome sublime, e, assim, posso amar

Obrigada pelos ouvidos que registram:

A sinfonia da vida,

No trabalho, na dor, na lida…

O gemido e o canto do vento nos galhos do  olmeiro,

As lágrimas doridas do mundo inteiro

E a voz longínqua do cancioneiro…

E os que perderam a faculdade de escutar?

Deixa-me por eles rogar…

Sei que em Teu reino voltarão a sonhar.

Obrigada, Senhor, pela minha voz.

Mas também pela voz que ama,

Pela voz que canta,

Pela voz que ajuda,

Pela voz que socorre,

Pela voz que ensina,

Pela voz que ilumina…

E pela voz que fala de amor,

Obrigada, Senhor!

Recordo-me, sofrendo, daqueles

Que perderam o Dom de falar

E o Teu nome não podem pronunciar!…

Os que vivem atormentados na afasia

E não podem cantar nem à noite, nem ao dia…

Eu suplico por eles

Sabendo, porém, que mais tarde,

No Teu Reino voltarão a falar.

Obrigada, Senhor, por estas mãos, que são minhas

Alavancas da ação, do progresso, da redenção

Agradeço pela mãos que acenam adeuses,

Pelas mãos que fazem ternura,

E que socorrem na amargura;

Pelas mãos que acarinham,

Pelas mãos que elaboram as leis

Pelas mãos que cicatrizam feridas

Retificando as carnes sofridas

Balsamizando as dores de muitas vidas!

Pelas mãos que trabalham o solo,

Que amparam o sofrimento e estancam lágrimas,

Pelas mãos que ajudam os que sofrem,

Os que padecem…

Pelas mãos que brilham nestes traços,

Como estrelas sublimes fulgindo meus braços!

… E pelos pés que me levam a marchar, erecta, firme a caminhar; pés da renúncia que seguem

humildes e nobres sem reclamar.

E os que estão amputados, os aleijados,

Os feridos e os deformados,

Os que estão retidos na expiação

Por ilusões doutra encarnação,

Eu rogo por eles e posso afirmar

Que no Teu Reino, após a lida

Dolorosa da vida,

Hão de poder bailar

E em transportes sublimes outros braços afagar…

Sei que a Ti tudo é possível

Mesmo o que ao mundo parece impossível!

Obriga, Senhor, pelo meu lar,

O recanto de paz ou escola de amor,

A mansão de glória.

Obriga, Senhor, pelo amor que eu tenho

E pelo lar que é meu…

Mas, se eu sequer

Nem o lar tiver

Ou teto amigo para me aconchegar

Nem outro abrigo para me confortar,

Se eu não possuir nada,

Senão as estradas e as estrelas do céu,

Como leito de repouso e o suave lençol,

E ao meu lado ninguém existir, vivendo

E chorando, sozinha, ao léu…

Sem alguém para me consolar

Direi, cantarei, ainda:

Obrigada, Senhor,

Porque Te amo e sei que me amas,

Porque me deste a vida

Jovial, alegre, por Teu amor favorecida…

Obrigada, Senhor, porque nasci,

Obrigada, porque creio em Ti.

… E porque me socorres com amor,

Hoje e sempre,

Obrigada, Senhor!

Psicografia – Divaldo Pereira Franco 

Poema recebido pelo médium, em Buenos Aires, Argentina, em 21/11/62
e extraído do libro, “Sol de Esperança”

Espíritas amai-vos; espíritas instrui-vos.
Outubro 2017
S T Q Q S S D
« Maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 39 outros seguidores