You are currently browsing the tag archive for the ‘Fé raciocinada’ tag.

Fé Raciocinada

Segundo Mateus Jesus foi procurado por um homem dizendo que seu filho estava possesso e seus apóstolos nada puderam fazer. Então Jesus o curou,   seus discípulos vieram lhe perguntar,  porque eles não haviam conseguido curar o rapaz. E Jesus respondeu-lhes, que eles não tiveram fé, pois se tivessem uma fé do tamanho de um grão de mostarda teriam conseguido.

 Existem algumas interpretaçãos para essa expressão ¨transportar montanhas¨ Claro que Jesus não estava falando de arrancar uma montanha e transportá-la para outro lugar. Mas significa o que conseguimos, e que nos parece impossível, isto é a verdadeira fé .Existem dois tipos de fé como está explicado no ¨ O Evangelho Segundo Espiritismo ¨ que é a Fé cega e a Fé raciocinada.

A fé cega é a fanática, acredita que coisas impossíveis possam acontecer, aceitam  sem questionar, dependendo de quem afirme,  inclusive fatos impossíveis para a  natureza. Eles não questionam. O  indivíduo não consegue enxergar além, está sempre esperando um grande milagre, não importa o que aconteça, ele simplesmente  acredita . A fé raciocinada analisa, questiona antes de aceitar a idéia apresentada.

Ainda no Livro ¨O Evangelho Segundo o Espiritismo ¨ é ensinado que a fé não é prescrita, não é imposta por ninguém, a fé pode ser desenvolvida com entendimento.  O   importante não é  ver para crer, mas  é preciso compreender os fatos. Os temas do Estudo Espírita  são fundamentais para adquirirmos a fé. O Espiritsmo também não se considera o dono da verdade, como outros irmãos pertencentes a outras religiões.

 O avanço da humanidade não depende apenas dos espíritos encarnados, mas o trabalho dos desencarnados intuindo os encarnados trabalham para o bem geral. Porém o importante é entendermos  que a ¨Fé inabalável ¨ é aquela que pode encarar frente a frente a razão, em todas as épocas da humanidade. A Doutrina espírita foi preparada adequadamente por Espíritos Superiores que participaram da Codificação.

Muita Paz

Anúncios

 Buscarmos a paz,  a liberdade  e felicidade plena,  é algo ingênuo.  Pois os valores do mundo em que vivemos, ainda  nos leva a fragilidade dos sentimentos. Mas trabalharmos a nossa reforma  íntima,  para alcançarmos  esses objetivos, faz parte da nossa tarefa, aqui nesse mundo de provas e expiações, isto é,  trabalhar pela nossa evolução.

¨Felicidade¨

 

Se resolvermos trabalhar uma só virtude, encontraremos dificuldades,  mesmo assim estaremos no caminho certo,  se nos empenharmos.   Buscar uma meta, é algo  que  nos trará felicidade.  A fé cega é imprudente e poderá  destruir o nosso progresso. Porém a fé raciocinada, nos dará suporte para nossas conquistas, para enterdermos a natureza da vida e os  seus desafios.

Assim raciocinando compreenderemos  que os acontecimentos sociais, tão comuns que existem entre nós, são  movidos por impulsos intuitivos,  nos orientando na nossa caminhada. O sentimento de união em uma crença é um estímulo ao crescimento do ser,para  que possamos   aceitar as decepções, e algumas recaídas em relação a fé.

Todos queremos ser livres e felizes, mas o amor pelo próximo  nos mostra que precisamos   uns dos outros,  para alcançarmos esse estado de liberdade e felicidade.

Muita Paz

 A fé raciocinada  é um dos principios básicos da Doutrina Espírita.  No ¨O Evangelho Segundo o Espiritismo ¨ o capítulo XIX, estuda sobre a fé, Fala do poder da fé que remove montanhas, que são as montanhas morais que existe entre as criaturas. Diz também que ¨A  fé é sincera é sempre calma¨, explica que a fé na luta é sempre um sinal de perseverança e confiança. A fé age nos fluidos sobre a matéria.E a condição da¨ Fé inabalável é que somente ela encara de frente a razão em todas as épocas da humanidade¨

 

Na visão de Cairbar Schutel, uma das passagens evangélicas que mais demonstram a fé,  é a passagem entre  Jesus e o Centurião, nessa passagem Jesus é interpelado por um Centurião, quando entra em Carfarnaum,  – ¨Senhor em minha casa jaz o meu criado paralítico –  Jesus respondeu-lhe eu irei curá-lo. O Centurião humildemente disse: Eu não sou digno de recebê-lo em minha casa,  diga apenas uma palavra e meu criado será curado, foi por causa desta fé, que o Mestre justificou dizendo: ¨Em verdade vos digo que nem mesmo em Israel achei tamanha fé¨.

Cairbar classificou esta fé do Centurião como ¨Fé raciocinada¨ Pois ele era uma autoridade e seus soldados faziam o que ele mandava, e Jesus com sua autoridade moral,  poderia mandar um dos seus apóstolos curar o seu criado, sem necessidade de ir até sua casa.

Não tenhamos dúvidas que Jesus aprovou a fé raciocinada. Por isso os Espíritos Superiores,  ensinaram que a verdadeira fé,  compreende todas as coisas e que é única capaz sobreviver ao progresso da razão em qualquer época.

Muita Paz

Espíritas amai-vos; espíritas instrui-vos.
Dezembro 2017
S T Q Q S S D
« Maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 39 outros seguidores