You are currently browsing the tag archive for the ‘Esperança’ tag.

Temos Jesus

Desaba o velho mundo em treva densa

E a guerra, como lobo carnívoro,

Ameaça a verdade e humilha a crença,

Nas torturas de um novo cativeiro.

Mas vós, no turbilhão da sombra insana,

Tendes convosco o Excelso companheiro,

Que ama o trabalho e esquece a recompensa,

No serviço do bem ao mundo inteiro.

Eis que a terra tem crimes e tiranos, ambições, desvarios, desenganos,

Aspereza dos homens da caverna;

Mas vós tendes Jesus em cada dia.

Trabalhemos na dor ou na alegria,

Na conquista de luz da Vida Eterna.

Muita Paz

Abel GomesJesus Allan karde chico xavier

Anúncios

 O Espiritismo nos ensina que existe uma interação muito profunda entre o espírito (mente) e o corpo físico. Este é também o parecer de muitos estudiosos da ciência médica, que chegaram a esta conclusão após várias pesquisas.

Situando doenças e doentes desta verdade, vamos entender porque as pessoas têm reações diferentes quando acometidas por doenças.
Doentes e doenças são questões idênticas na base, mas com reflexo diferenciados. É impossível separar o físico do espírito, pois, se o físico é a máquina corporal que se movimenta, somente consegue existir porque recebe os impulsos e a energia que o espírito lhe oferece.

Quando pensamos, criamos mentalmente de acordo com a nossa mente. Isto equivale a dizer que as construções mentais serão benignas ou malignas, dependendo do nosso estado emocional no momento. Sendo assim, vivemos em função daquilo que pensamos, mas, raramente nos damos conta dos reflexos que os pensamentos têm sobre nós mesmo.

A qualidade dos nossos pensamentos influencia o nosso organismo físico, e devido a este mecanismo, estabelecemos o bem-estar e a saúde se estivermos em sintonia com o equilíbrio emocional; ou podemos contrair alguma doença se estivermos desenvolvendo pensamentos negativos capazes de atingir a estrutura física do nosso corpo.

O nosso comportamento como um todo, é responsável pela maioria das doenças que nos atingem. O espírito em desarmonia, emite energia também desarmônica que acaba influenciando o corpo físico, permitindo o desequilíbrio das células ou então, deixando de oferecer resistência às invasões bacterianas.

Instaladas a doença, esta irá se desenvolver, entre outros fatores, de acordo com a postura mental do paciente. Está confirmado que, se o doente movimentar suas energias de forma positiva, e com esperança, enfrentando o problema como sendo um acontecimento que faz parte das ocorrências terrenas, terá maiores possibilidades de chegar à cura.

Doentes sofrendo do mesmo mal, podem apresentar comportamentos totalmente diferentes que chegam a influencia o estado geral da pessoa.
Viver o momento da doença sem revolta, sempre na esperança de melhores, ajuda na renovação das células doentes e do bem-estar geral. Além do que, também impedem que a pessoa se comprometa para o futuro em vistas dos dias difíceis que atravessa.
No período da doença devemos adotar um comportamento de confiança e fé, e com isto permitimos que nos chegue a ajuda do Alto através dos benfeitores espiritual, que nos envolvem em vibrações elevadas.

Não podemos esquecer que os males físicos ainda fazem parte do Planeta Terra e não devem ser entendidos com castigo. São decorrências naturais do nosso próprio viver de ontem ou de hoje.

Muita Paz

A reencarnação é uma lei natural, enquanto muitos negam-se a aceita-lá, alegando que não está na Bíblia, povos como os orientais, hindus e judeus aceitam a existência de várias vidas para o Espírito. Kardec interrogou os Espíritos superiores quanto a este assunto.

 

E nas perguntas 166, 166a, 166b e 166c em ¨O Livro dos Espíritos ¨encontramos a resposta. 166 – A alma que não atingiu a perfeição durante a vida corpórea, como acaba de depurar-se?  Respsta: Submetendo-se  á prova de uma nova existência. 166a – Como realiza ela essa nova existência?Pela sua transformação como Espírito? Resposta:  Ao se depurar, a alma sofre sem dúvida uma transformação, mas para isso necessita de provas da vida corpórea.

166b – A alma tem muitas existências corpóreas? Resposta  Sim, Todos nós temos muitas existências. O que dizem ao contrário querem manter-vos na ignorância em que eles mesmo se encontram . Mas esse é o seu desejo. 166c Parece resultato, desse principio, que após ter deixado o corpo a alma toma outro. Dito de outra maneira , que ela se encarna em novo corpo. É assim que se deve entender?  – É evidente.

Até o século V o Cristianismo admitia com naturalidade o conceito da reencarnação. No entanto esse conceito batia de frente com o orgulho de muitos. Era humilhante aceitarem que poderiam voltar à terra em uma condição inferior. Foi com essa linha de Pensamento que o Imperador Justiniano (483-565) convocou um concílio na cidade Constantinopla, ( atual Istambul, Turquia) para resolver entre outras resoluções,   o banimento de vidas sucessivas dos ensinamentos cristãos.

Os cristãos que continuassem esse tipo de pregação seriam considerados herege, (esse concílio aconteceu no ano de 553) e por votação foi banida da Igreja Católica. Diz-se que o Imprador também foi influenciado por sua esposa a imperatriz Teodora, que temia voltar em condição inferior.

A reencarnação é uma lei natural que expressa a misericórdia da justiça divina. Na Bíblia encontramos diversas passagens no Velho e Novo Testamento, que mostra que os Cristãos aceitavam a reencarnação com naturalidade. O Espiritismo nos ensina a importânia das vidas sucessivas para o nosso aperfeiçoamento espiritual. A certeza que teremos outras oportunidades nos enche de esperanças no futuro, até a nossa evolução total.

Muita Paz

 

Feliz 2012

Faltam poucas horas para começarmos um novo ano, 2011 está chegando ao fim, passou tão rápido, e já estamos às vésperas de 2012. O Poeta Carlos Dromond de Andrade chamou essa passagem de ano de ¨ O milagre da renovação ¨Ele disse que quem teve a idéia de  cortar o tempo em fatias e dar o nome de ano, foi um individuo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e temos a sensação que tudo começa outra vez, com outro número e muita vontade de acreditar que daqui para frente tudo vai ser diferente.

A vontade de renovarmos a vida é grande, então começamos a fazer promessas para nós mesmo, Vou cuidar de mim, vou vencer meus vícios, meu mau humor, vou amar mais, e nesse momento estamos sendo realmente sinceros, realmente queremos mudar.

´Só que para realizarmos os nossos desejos,  não basta desejar é preciso trabalhar essa mudança dentro de nós. Se pararmos para analisar o que significa a passagem do ano , perceberemos que nada se modifica externamente. Tudo continua como na véspera. Os doentes continuam doentes, os que estão nos cárceres continuam lá, os infelizes continuam os mesmos.

Em Mateus Capitulo V v 16 está escrito: ¨Ninguém põe remendo de pano novo em vestido velho¨ isso significa  que no dia seguinte  externamente,  está tudo igual.  A mudança está dentro de cada um de nós!  Somente nós podemos construir um   ¨Ano Novo Feliz ¨

Vamos então aproveitar essa mudança simbólica e vamos renovar aquilo que nos incomoda: Perdoar um inimigo, trabalhar mais, volvemos ao arado das nossas obrigações. Temos agora pela frente 365 novos dias com novas oportunidades, pois a cada dia de nossas vidas nasce uma oportunidade.

Tivemos tristezas, mas também tivemos alegrias e nosso Mestre Jesus esteve sempre ao nosso lado. Então vamos agradecer a Deus,  o ano de 2011 que se finda, pois nos trouxe muito aprendizado. Agradecer o que foi possível fazer e o que não foi feito, o trabalho que pudemos realizar, as lágrimas de alguém que pudemos enxugar.

Queremos também pedir perdão pelo que não fizemos e poderíamos ter feito, pelas palavras inúteis que pronunciamos, pelas ofensas que atiramos aos nossos semelhantes, pela nossa falta de coragem de pedir perdão. Pela oração que esquecemos de fazer, ou não fizemos  porque  estavamos revoltados .

Que Deus nos abençoe e nos dê coragem para prosseguirmos a nossa jornada. Que tenhamos um 2012 cheio de paz, de harmonia, amor, comprensão e renovação.

Muita Paz

 

 

Amélia Rodrigues

Senhor Jesus, muito obrigada!

Pelo ar que nos dás,

Pelo pão que nos deste,

Pela roupa que nos veste,

Pela alegria que possuímos,

Por tudo de que nos nutrimos

Muito obrigada, pela beleza da paisagem,

Pelas aves que voam no céu de anil

Pelas Tuas dádivas mil!

Muito obrigada, Senhor!

Pelos olhos que temos…

Olhos que vêem o céu, que vêem a terra e o mar,

Que contemplam toda beleza!

Olhos que se iluminam de amor

Ante o majestoso festival de cor

Da generosa Natureza!

E os que perderam a visão?

Deixa-me rogar por eles

Ao Teu nobre coração!

Eu sei que depois desta vida,

Além da morte,

Voltarão a ver com alegria incontida…

Muito obrigada pelos ouvidos meus,

Pelos ouvidos que me foram dados por Deus.

Obrigada, Senhor, porque posso escutar

O Teu nome sublime, e, assim, posso amar

Obrigada pelos ouvidos que registram:

A sinfonia da vida,

No trabalho, na dor, na lida…

O gemido e o canto do vento nos galhos do  olmeiro,

As lágrimas doridas do mundo inteiro

E a voz longínqua do cancioneiro…

E os que perderam a faculdade de escutar?

Deixa-me por eles rogar…

Sei que em Teu reino voltarão a sonhar.

Obrigada, Senhor, pela minha voz.

Mas também pela voz que ama,

Pela voz que canta,

Pela voz que ajuda,

Pela voz que socorre,

Pela voz que ensina,

Pela voz que ilumina…

E pela voz que fala de amor,

Obrigada, Senhor!

Recordo-me, sofrendo, daqueles

Que perderam o Dom de falar

E o Teu nome não podem pronunciar!…

Os que vivem atormentados na afasia

E não podem cantar nem à noite, nem ao dia…

Eu suplico por eles

Sabendo, porém, que mais tarde,

No Teu Reino voltarão a falar.

Obrigada, Senhor, por estas mãos, que são minhas

Alavancas da ação, do progresso, da redenção

Agradeço pela mãos que acenam adeuses,

Pelas mãos que fazem ternura,

E que socorrem na amargura;

Pelas mãos que acarinham,

Pelas mãos que elaboram as leis

Pelas mãos que cicatrizam feridas

Retificando as carnes sofridas

Balsamizando as dores de muitas vidas!

Pelas mãos que trabalham o solo,

Que amparam o sofrimento e estancam lágrimas,

Pelas mãos que ajudam os que sofrem,

Os que padecem…

Pelas mãos que brilham nestes traços,

Como estrelas sublimes fulgindo meus braços!

… E pelos pés que me levam a marchar, erecta, firme a caminhar; pés da renúncia que seguem

humildes e nobres sem reclamar.

E os que estão amputados, os aleijados,

Os feridos e os deformados,

Os que estão retidos na expiação

Por ilusões doutra encarnação,

Eu rogo por eles e posso afirmar

Que no Teu Reino, após a lida

Dolorosa da vida,

Hão de poder bailar

E em transportes sublimes outros braços afagar…

Sei que a Ti tudo é possível

Mesmo o que ao mundo parece impossível!

Obriga, Senhor, pelo meu lar,

O recanto de paz ou escola de amor,

A mansão de glória.

Obriga, Senhor, pelo amor que eu tenho

E pelo lar que é meu…

Mas, se eu sequer

Nem o lar tiver

Ou teto amigo para me aconchegar

Nem outro abrigo para me confortar,

Se eu não possuir nada,

Senão as estradas e as estrelas do céu,

Como leito de repouso e o suave lençol,

E ao meu lado ninguém existir, vivendo

E chorando, sozinha, ao léu…

Sem alguém para me consolar

Direi, cantarei, ainda:

Obrigada, Senhor,

Porque Te amo e sei que me amas,

Porque me deste a vida

Jovial, alegre, por Teu amor favorecida…

Obrigada, Senhor, porque nasci,

Obrigada, porque creio em Ti.

… E porque me socorres com amor,

Hoje e sempre,

Obrigada, Senhor!

Psicografia – Divaldo Pereira Franco 

Poema recebido pelo médium, em Buenos Aires, Argentina, em 21/11/62
e extraído do libro, “Sol de Esperança”

Confiança

Todos nós em vários momentos da nossa vida perdemos a calma, e agimos como não gostaríamos de agir. Lembremos neste momento da oração para nos acalmar e ajudar-nos a encontrar outra solução que não seja motivos de arrependimentos mais tarde.

Encontrei uma bela mensagem de André Luiz, para que possamos refletir nesses momentos dificieis.

Se você está no ponto de estourar mentalmente, silencie alguns instantes para pensar.

Se o motivo é moléstia do próprio corpo, a intraquilidade traz o pior.

Se a razão é enfermidade em pessoa querida, o seu desajuste é fator agravante.

Se você sofreu prejuízos materiais, a reclamação é bomba atrasada, lançando caso novo.

Se perdeu alguma afeição, a queixa tornará você uma pessoas menos simpática, junto de outros amigos.

Se deixou alguma oprtunidade valiosa para trás, a inquietação é falta de tempo.

Se contrariedades aparecem, o ato de esbravejar afastará de você o concurso espontâneo.

Se você praticou um erro, o desespero é porta aberta a faltas maiores.

Se você não atingiu o que desejava, a impaciência fará mais larga a distãncia entre você e o objetivo a alcançar.

Seja qual for a dificuldade, conserve a calma trabalhando, porque, em todo problema a serenidade é o teto da alma, pedindo o serviço por solução.

Muita Paz

Palestra Espírita

O uso da palavra na casa espírita não é um fato novo , o palestrante é um instrumento  de orientação para os Espíritos encarnados e desencarnados, e Tiago nos dá essa informação  no capítulo 3 Vv 6:  ¨ A lingua também é um fogo; como mundo de inquidade, a lingua está posta  entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso  da natureza, e é inflamada pelo inferno ¨ e continua em  no Capítulo 3  Vv 8 e 9; ¨Com ela bendizemos a Deus nosso Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus ¨.

O poder da palavra é muito grande se entendessemos a força que tem a palavra, mudaríamos a nossa atitude mental. Quando o palestrante usa a força da palavra irradia, energia, renovação de fé e consolação, nesse momento todos estão sendo beneficiados encarnados e desencarnados e principalmente ele próprio, pois a inspiração que teve de trazer essa palestra é porque ele precisava ouví-la.

A palestra deve ser transmitida com amor,  com simplicidade, trazendo sempre uma mensagem de Jesus Cristo o nosso Mestre para o coração de todos nós.  O palestrante é o trabalhador  que deve focar a criatura, para que saia da casa mais fortalecido, em paz e com muita esperança no coração.  Não podendo condenar atitudes, pois seu trabalho naquele momento é renovar a fé no coração do seu próximo.

Muita Paz 

 Qual é o significado da tristeza e como lidar com ela?
Na tristeza ficamos tristes.
Quando perdemos alguém.
Quando perdemos.
Quando as coisas não são como queríamos que fossem.
Quando as pessoas não são como queríamos que fossem.
Quando o mundo e a realidade não são o que queríamos que fossem.
Quando não somos o que gostaríamos de ser.
Quando não temos o que gostaríamos de ter.

Porém,
se nos lembrarmos
que as coisas são como são
que as pessoas são como são
que nós, o mundo e a realidade são o que são
e que podemos apreciar o que temos invés de lamentar o que não temos,
começamos a entrar no mundo da não dualidade.

Se houver sabedoria e compaixão perceberemos que a tristeza, mesmo profunda, é passageira.
Perceberemos que se as coisas, as pessoas, o mundo, a realidade e nós mesmos estamos num processo contínuo de transformação
Então poderemos pensar em nos tornarmos essa transformação que queremos no mundo.
Para que haja menos tristeza, mais alegria, mais compartilhamento e harmonia.

O  contentamento com a existência é um dos ensinamentos principais de Buda:

“a pessoa que conhece o contentamento é feliz, mesmo dormindo no chão duro; a pessoa que não conhece o contentamento é infeliz mesmo num palácio celestial.”

Então, quando sentimos tristeza, observamos a tristeza.
Como está nossa respiração?  Como estão os batimentos cardíacos?  Como está a nossa postura?  Que pensamentos são esses que me fazem deixar os ombros cair para frente, baixar a cabeça e, quem sabe, chorar?
Como se formam as lágrimas?
E, mesmo em meio a lágrimas, podemos sorrir e perceber que enquanto vivas criaturas temos esta experiência extraordinária e bela de poder ficar triste.
Tristeza que vem.
Tristeza que vai.
E sem se apegar a coisa alguma e sem sentir aversão a coisa alguma descobrimos o verdadeiro sentido da vida.
É assim que trabalhamos a tristeza.

Sentar-se, observar a si mesma.
Postura correta, alongamento da coluna vertebral, abrir o diafragma e respirar profundamente.  Inspiração mais curta, expiração mais longa.  Saboreando o ar.  Ombros alinhados e retos, postura de Buda.
Ensinamentos de sabedoria nos auxiliam a sair da toca, do casulo de separatividade que falsamente criamos e de nos lembrarmos que sempre há pessoas e situações piores do que a nossa, sempre há pessoas e situações melhores do que a nossa e nunca, nunca, perder a dignidade.
Tristeza boa é da saudade de alguém que logo poderemos rever.
Tristeza ruim é aquela que náo queremos deixar passar.  Aquela na qual nos agarramos, pois nos dá uma identidade, nos torna especiais.  Especialmente tristes. Comoventes, Vítimas a serem apiedadas e cuidadas.  Ah!  Quanta carência.

Abandonar a tristeza é abrir as mãos, o coração, a mente para a emoção seguinte. 
É lavar o rosto, olhar para a imensidão do céu, da Terra, do mar e perceber a pequenês da nossa vida.

Sem culpa e sem culpar ninguém.

Sinta a tristeza, reconheça, respire a tristeza e a deixe passar.

Mãos em prece
Monja Coen

 
Mensagem enviada por meu amigo:   Luiz Carlos Magaldi Filho

Heráclito filosofo grego, contemplava o rio e pensou: Não é possível entrar no rio duas vezes, pois quando entramos pela segunda vez, ás águas serão outras, a primeira já passou. Assim é a vida , o tempo flui sem parar, apesar das boas ou más lembranças, tudo passa, a dor diminui, e a alegria diminui a euforia. O tempo  vai fluindo todas as experências de amor que passamos, um abraço amigo, a infância dos nossos filhos, os grandes amores, a vida nos embala dentro das nossas recordações, dentro da nossa saudade.  Mas tudo passa.

 

As estações sucedem-se verão, outono, inverno, primavera e tudo volta. Essa é a nossa vida terrena, o que não pode passar é a nossa fé, a nossa esperança, a certeza que dias melhores virão, tendo a certeza que a nossa verdadeira vida não é a  terrena, mas a vida espiritual, onde todas as amarguras são necessárias para o nosso aprendizado.

A terra é uma escola, e quando estamos aqui cursando, esquecemos de Deus nos momentos de alegria. Esquecemos  do Pai, para agradecermos o que de bom, recebemos  todos os dias. Mas basta um momento de sofrimento para procurarmos por ele: Onde está Deus?

Deus está ao nosso lado,  está dentro dos nossos corações, no silêncio da meditação, no entendimento do sofrimento momentâneo. Agradeçamos a Deus os bons momentos e também os maus momentos, pois isso faz parte da nossa evolução espiritual.

Muita paz

Não perca a esperança.

Há milhões de pessoas aguardando os recursos de que você já dispõe.

Não perca o bom humor.

Em qualquer acesso de irritação , há sempre um suicidiozinho no campo das suas forças.

Não perca a tolerância.

É muita gente a tolerá-lo naquilo que você ainda tem de indesejável.

Não perca a serenidade.

O problema pode não ser assim tão difícil quanto você pensa.

Não perca a humildade.

Além da planície, surge a montanha, e, depois da montanha aparece o horizonte infinito.

Não perca o estudo.

A própria morte é lição.

Não perca a oportunidade de servir aos semelhantes.

Hoje ou amanhã, você precisará do concurso alheio.

Não perca tempo.

Os dias voltam, mas os minutos são outros.

Não perca a paciência.

Recorde a paciência inesgotável de Deus.

Muita paz    –    Chico Xavier 

Espíritas amai-vos; espíritas instrui-vos.
Outubro 2017
S T Q Q S S D
« Maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 39 outros seguidores