You are currently browsing the tag archive for the ‘Coragem’ tag.

Será que o lugar que hoje ocupamos na vida é nosso mesmo? Ou influências externas nos levam a direção contrárias ao  nosso modo de pensar e agir? Será que temos escutado a nossa voz interior, que é  o cumprimento   da nossa programação? Quantos de nós nos sentimos deslocados na escola, na profissão, no circulo social ou mesmo entre familiares.

Essa dificuldade que podemos estar passando é fruto do nosso deslocamento intimo, por não acreditarmos nas nossas potencialidades, nos sentimos incapazes,  e assim permitimos que as pessoas que nos são próximas façam as escolhas por nós. Se permitirmos essa situação, sempre responsabilizaremos os outros pelos nossos fracasso0s.

Se passarmos a decidir a nossa própria vida, sentaremos no nosso lugar na mesa da nossa existência.Perceberemos que somos nós os responsáveis pelas nossas decisões e nossas opções. Não resolver a própria vida não significa humildade, pois é necessário nos responsabilizarmos por nossa existência.

Quem encontra seu lugar na vida, respeita o lugar do outro, e jamais ultrapassará o limite do seu  nossos semelhante. Procuremos em nós mesmo o nosso lugar, e poderemos cumprir a nossa programação com o direito que Deus nosso Pai, nos concedeu através do nosso livre árbitrio.

Muita Paz

¨ Renovando Atitudes ¨

Não existe dois seres humanos identicos, neste planeta de provas e expiações,  desde o corpo que recebemos até  a maneira de apreciar a vida. Porém todos temos os mesmos ideais, ser felizes, para isso precisamos lutar para alcançar a vitória e  não desanimar diante das provas da vida.

Tudo isso faz parte do bom combate, temos o nosso livre arbítrio para escolhermos o nosso caminho, não tenhamos medo de falhar. Aceitamos as nossas provas com a certeza do sucesso, com a certeza que Jesus estaria ao  nosso lado.  Não exite ninguém igual a nós neste palco da vida. Somos seres humanos únicos e insubituível .

Por esse motivo o divino semeador veio semear em nossos corações a esperança, a coragem e o amor. É também nossa função  ajudar o nosso próximo levando uma palavra de conforto de alegria, estimulando-o à luta. Jesus estimula o que temos de melhor, e nos convida a sermos perfeitos assim como nosso Pai.

Muita  Paz

Certa vez, um homem plantou uma roseira e passou a regá-la constantemente. Assim que ela soltou seu primeito botão, que em breve desabrocharia, o homem notou espinhos sobre o talo e pensou, consigo mesmo:  ¨Como pode uma flor tão bela vir de uma planta rodeada de espinhos? ¨

Entrestecido com o fato, ele se recusou a continuar  regando a roseira e, e antes mesmo de estar pronta para desabrochar, a rosa morreu. Isso acontece com muitos de nós com relação à nossa semeadura. Plantamos um sonho e, quando surgem as primeiras dificuldades, abandonamos a lavoura.

Fazemos planos de felicidade, desejamos colher flores perfumadas e, quando percebemos os desafios que se apresentam,logo desistimos e o nosso sonho não se realiza. Os espinhos são exatamente os desafios que se apresentam para que possamos superá-los.

Se encontramos pedras no caminho é para que aprendamos a retirá-las e, dessa forma, nossos músculos se tornem mais fortes.  Não há como chegar ao topo da montanha sem passar pelos obstáculos normais da caminhada. E o mérito está justamente na superação desses obstáculos.

O que geralmente ocorre é que não prestamos muita atenção na forma de realizar os nossos objetivos e, por isso, desistimos com facilidade e até justificamos o fracasso lançando a culpa em alguém ou em alguma coisa.

O importante é que tenhamos sempre em mente que se desejamos colher flores, temos que preparar o solo, selecionar as sementes, plantá-las, regá-las sistematicamente e, só depois colher.

Muita paz

Reflexão Espírita

Vamos encontrar no Evangelho de Marcos,  uma passagem em que Jesus : Chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: – ¨Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua crua e siga-me¨ Em Mateus, capitulo 10, versículo 38,  está escrito : ¨E quem não toma a sua cruz e não segue após mim, não é digno de mim ¨.

Jesus afirma nestas passagens, que o homem deve carregar sua cruz  e, que após sua  posse  deve seguí-lo. A cruz naquela época era o instrumento de punição, era uma forma de condenar à morte os infratores da época. Porém,  todos nós temos a nossa própria cruz, ela representa as nossas faltas e fraquezas, obtidas em tempos remotos. Ela representa  também as esperanças de uma libertação, após resgatarmos as nossas falhas.

 

¨

¨ Tome sua cruz e siga-me ¨

Devemos então carregarmos a nossa cruz com coragem, resignação e alegria. E com ela seguir os ensinamentos do Mestre Jesus. Reencarnamos muitas vezes, sempre com a finalidade de corrigirmos os erros do passado e evoluir. E à medida que nos fortalecemos,  ela vai ficando mais leve, carregarmos a nossa cruz  com a certeza que ¨Deus não nos dá um fardo maior,  daquele que possamos suportar¨.

Quando o Mestre disse: – ¨Tome sua cruz e siga-me ¨ ele está ensinando o desapego a si próprio em favor da humanidade. Ninguém alcança nenhum objetivo sem força, sem conquista. Tomar a sua cruz significa resignação diante das dificuldades, que são necessários a nossa evolução espiritual. Temos o direito aos prazeres do mundo, desde que não façamos dívidas para o futuro, não prejudicar a nós mesmo nem ao próximo, é o camino para diminuirmos o peso da nossa cruz.

Nos disseram que precisamos aproveitar a vida, pois a vida é uma só. É  verdade a vida é uma só, a vida espiritual, pois a vida não acaba a cada morte do corpo material. Vamos aproveitar agora, nesta atual reencarnação, para diminuir o peso da nossa cruz, caminhando em busca da perfeição, praticando os ensinamentos do nosso Mestre Jesus. E não esquecendo do maior ensinamento dado pelo nosso irmão Maior.

¨Amar a Deus sobre todas as coisas, e ao próximo como a ti mesmo ¨

Muita paz

Qual será a melhor solução, diante dos obstáculos,  das pedras,  que encontramos no nosso caminho?

Abandonar o objetivo, procurar outra coisa mais fácil, ou insistir em nossos planos, mesmo que levando muito tempo e árduas experências  que nos fazem chorar muitas vezes?

Logicamente, para não fazer esforço é mais fácil abandonar os desafios da existência, todavia tais atitudes atestam nossa fraqueza e falta de coragem para enfrentar a vida. Quantos empreendimentos abandonamos no meio do caminho porque seus resultados estão demorando, porque pensamos  que seria mais fácil.

Não cansaremos  de repetir  que as grandes realizações são aquelas que custam o amor, a fé, a confiança, a perseverança, o ideal, a persistência  e a convicção dos que  buscam sinceramente. Quem luta e trabalha sempre alcançará resultados e satisfações. Os grandes personagens da história sofreram dificuldades por anos, até alcançarem a realização dos seus objetivos que fizeram deles vencedores.

Quando Deus coloca uma pedra no nosso caminho, não o faz para ferir-nos os pés, mas para fornecer material para a construção do alicerce de nossa vitória.  O sucesso jamais poderia repousar na fragilidade das facilidades. As árvores  são fortes porque enfrentam os desafios da natureza, e fincam suas raizes bem profundas, na conquista dos elementos vitais. Com isso resistem a fortes vendavais. Pensemes nisso.

Muita paz  – RIE

Um lavrador morava com seus dois filhos. Certo dia seus filhos lhe pediram permissão para conhecerem a cidade grande e encontrarem a felicidade.

O pai ficou triste, mas permitiu que seus filhos fossem conhecer o mundo e os orientou da seguinte maneira:

Meus filhos, há dois caminhos para chegarem a cidade: um vai pelas montanhas e o outro atravessa o vale. O caminho da montanha é aspero, cheio de acidentes porém é mais perto. Enquando que o caminho que atravessa o vale é largo, plano, mas muito longo.

O filho mais velho seguiu pela manontanha e o mais jovem seguiu palo caminho do vale.

O caminho das montanhas era muito perigoso, tinha abismos, etc. Ele machucou-se, mas conseguiu transpor os obstáculos. Chegou à cidade e logo encontrou trabalho e bem estar. O caminho do vale, havia sombra, água fresca, taberna, vinho e muita diversão. E o jovem caminhava devagar.

Muitos anos se passaram e o caminho parecia não ter fim.  Já bem mais velho, com seus cabelos brancos, mãos trêmulas e cansado, ele conseguiu chegar à cidade.

O caminho da montanha representa  a vida material!  Nele precisamos vencer o egoísmo, a prepotência, a vaidade, o orgulho e muitos outros defeitos que possuímos.  E se conseguirmos transpôr todos os obstáculos, alcançaremos  o caminho da luz.

O caminho do vale representa a longa estrada dos instintos grosseiros e das nossas imperfeições, nos levando a adiar a nossa evolução.

Olhemos para dentro de nós, como juízes inflexíveis, e lavemos dos nossos espíritos o orgulho, a vaidade, os impulsos odiosos. Perdoemos aos nossos inimigos e voltemo-nos  para os nossos semelhantes cheios de amor e de boa vontade.

Façamos um esforço supremo para dominar as nossas más tendências e que possamos entender e praticar os ensinamentos do nosso Mestre Jesus.

Boa semana e muita paz a todos!

Guarda contigo a fé por luz sublime,

Constantemente acesa trilha afora,

que nada te detenha ou desanime,

no esforço de servir que te aprimora.

 

O sofrimento é benção que redime,

valoroso cinzel ferindo embora,

É fardo que sustentas, se te oprime,

É generoso apoio que te escora.

 

Recorda o Mestre amado e continua

plantando amor na gleba triste e nua,

Dos corações crivados de amargura…

 

E encontrarás ao termo dos teus passos

O Cristo que, ao sorrir, te estende os braços,

Do seu Reino de excelsos resplendores!

                        

                                                                                 Auta de Souza

Espíritas amai-vos; espíritas instrui-vos.
Agosto 2017
S T Q Q S S D
« Maio    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 39 outros seguidores