síndrome do ninho vazio é uma condição caracterizada pelo surgimento de um quadro depressivo por parte dos pais (afetando geralmente a mãe) após a saída dos filhos de casa, a partir do momento em que eles se tornam independentes, partindo para outra moradia. As mudanças fazem parte da evolução natural da vida, fazendo parte da mesma.

Neste período, também podem estar presentes sintomas de depressão  e perda de função mais importante dentro do lar. A sensação é de um grande vazio, quando a saída acontece por bons motivos como casamento, faculdade, um bom emprego em outra cidade ou mesmo o desejo de morar sozinho a dor é menor. Porém quando acontece dos filhos saírem de casa por briga familiares ou mesmo por morte a dor é mais intensa e a duração é maior.

¨ Eduque Conversando¨

¨ Eduque Conversando¨

O Espiritismo nos ensina que os filhos não são nossos. São Espíritos que foram programados para passar um tempo conosco para que pudéssemos amá-los e conduzi-los no caminho do amor para a sua evolução. Em muitas ocasiões para que a convivência seja útil na nossa reconciliação. Um dia realmente sairão  de perto dos pais seja por bons ou maus motivos.

E o que nós podemos fazer é agradecer a Deus pela oportunidade da conviver com os nossos irmãos que no momento estão como nossos filhos.  E orar para que sejam felizes vivendo afastados de nós, principalmente se pudermos ter a certeza que dentro das nossas possibilidades cumprimos com o nosso dever de pais.

Buscar preencher o tempo que agora nos parece sobrar e dedicar ao nosso próximo, buscando uma ocupação em que possamos ajudar outros Espíritos a evoluir. E tendo a certeza que com os filhos em casa ou fora de casa ¨Sem Caridade não Salvação ¨

Muita Paz