Encontrei na RIE de abril de 2013 um artigo bastante interessante a respeito destas duas personalidades importantes. O artigo critica o fato de falarem tão somente da atuação política de um e do outro a importância da sua obra literária, mas em momento nenhum referem-se à crença religiosa de cada um, omitindo das biografias de ambos tal fato tão fundamental. Tais personalidades só evitaram de comentar que ambos foram contemporâneos de Allan Kardec e viveram o período da Codificação do Espiritismo.

 images-horz

Consta que Abraham Lincoln realizava sessões mediúnicas na Casa Branca, onde buscava junto aos Espíritos conselhos quanto a maneira de dirigir o seu país. Esta experiência com comunicações mediúnicas vivida pelo ex-presidente está relatada na obra Was Abraham Lincoln a Spritualist?, traduzida para o português por Wallace Leal V. Rodrigues com o título de Sessões Espíritas na Casa Branca (edição O Clarim).

Victor Hugo, por sua vez, durante seu exílio deu início às sessões mediúnicas onde recebia eminentes  Espíritos da história humana. As referidas experiências mediúnicas de Victor Hugo estão relatadas no livro Victor Hugo e seus Fantasmas, de Eduardo Carvalho Monteiro e Victor Hugo Espírita, de Humberto Mariotti.

Infelizmente, a sociedade ainda teme divulgar que personalidades importantes possam ser ou terem sido Espíritas quando encarnados.

Muita Paz!