Desde a mais remota antiguidade o homem tenta negociar com Deus, com santos, com entidades desencarnadas para conseguirem  benefícios materiais.  Jesus quando aqui esteve censurou esse tipo de negociação. E disse quando quiseres fazer uma oferenda primeiro te reconcilia com teus adversários.

A finalidade desse comportamento é quase sempre uma troca . Observamos  que o pagamento das promessas quase sempre é após recebermos o benefício. Se eu não receber não devo nada a ninguém. Se eu arranjar um emprego, se eu passar no vestibular, se eu arranjar um marido, se eu melhorar minha saúde  e por aí vai : eu acendo uma vela para tal santo, eu faço uma doação para determinado lugar, faço um determinado número de orações, e vão desde as mais simples as complicadas.

escadaria

Subo a escada da Penha ( Igreja de Nossa Senhora de Penha)  de Joelhos, que são 365 degraus, faço jejum, não corto mais o cabelo, passarei a vestir-me de determinada cor, não comerei chocolate etc…etc.. Encontramos no comércio objetos para facilitar o pagamento das promessas, velas, pernas, braços, cabeças de cera uma infinidade de objetos que os incrédulos comercializam.

Porém o Espiritismo nos ensina que não há nenhuma necessidade de fazermos  promessas para pedirmos algo  a Deus. Basta pedir em oração. Se tivermos merecimento receberemos. Assim como mesmo barganhando com a espiritualidade, não é cem por cento certo  que receberemos  a graça.

Na pergunta 721  ¨O Livro dos Espíritos ¨é feita uma pergunta sobre as promessas que envolvem sacrifícios pessoais, a pergunta é a seguinte: É meritória de qualquer ponto de vista, a vida de mortificações ascéticas que desde a mais remota antiguidade teve praticantes no seio de diversos povos? Resposta: Procurai saber a quem ela aproveita e tereis a resposta .

Será que Deus, Jesus Cristo,  e os bons espíritos querem mesmo que nos privemos de algo, para nos atender em algum pedido? O dinheiro gastos em objetos que servem para pagar as promessas,  deveriam ser doados aos nossos irmãos necessitados, a energia gasta deveria ser empregada no atendimento pessoal a pessoas que precisam de ajuda.

As promessas que são feitas com a agressões ao nosso corpo com certeza não nos traz nenhum benefício, Deus não quer que maltratemos esse corpo que agora estamos ocupando.  As promessas com pequenos sacrifícios são pueris: como não cortar o cabelo, não tomar refrigerante, não comer chocolate  e outras coisas que absolutamente os espíritos superiores não se preocupam , basta-nos apenas um pouco de bom senso.

chocolate

Que a nossa penitencia seja sempre ajudar ao nosso próximo, lembrando que  ¨Fora da Caridade não há salvação ¨ E que não há necessidade de barganhar com Deus nem com bons espíritos, eles nos ajudarão sempre que tivermos merecimento e não esquecendo que a oração é o meio mais seguro de sermos atendidos, servindo também para  nos confortar quando não conseguirmos no momento realizarmos os nossos desejos.

Muita Paz

Advertisements