¨  Amareis o Senhor vosso Deus de todo o vosso coração, de toda vossa alma e de todo vosso Espírito ¨  é o maior e o primeiro mandamento; e eis o segundo :  ¨Amareis vosso próximo como a vós mesmos. ¨ – Mateus, 22:34-40 . Fazei ao teu próximo tudo o que quereis que eles vos façam. Tratai  todos da mesma forma que quereis  que ele vos tratassem, Mateus 7:12 – Lucas 6:31

Perdoar sempre

Um homem apresentou-se ao rei  para pedir clemência pois não tinha condições de saudar sua dívida que era de dez mil talentos, e a solução dada pelo rei  foi a seguinte:  Venda sua mulher e seus filhos e tudo que tiver  e pague sua dívida. O devedor lançou-se aos seus pés  suplicando-lhe:

 – Tende um pouco de paciência  e eu lhe pagarei totalmente. o rei teve compaixão e isentou-lhe da dívida.  O homem mal tendo saído, encontrou um dos seus companheiros que também lhe era devedor, o tomou pela garganta e lhe disse: Paga o que me deve. O devedor lançou-se aos seus pés pedindo-lhe um pouco de tempo pois iria lhe pagar.

Mas o homem nem quis escutar, mandando-o prender até que pagasse o que lhe devia. Seus companheiros imediatamente foram contar ao rei o que viram,  O rei mandou que o homem fosse levado a sua presença e disse-lhe: Eu vos isentei do que me devias e tu não tiveste piedade do teu devedor?

Encolerizado o rei mandou entregar o homem aos carrascos, até que pagasse as suas dívidas. Com que direito podemos exigir dos nossos semelhantes  procedimentos de indulgência, caridade e benevolência se não praticarmos estas virtudes. Quando o ser humano tomar por norma de conduta,  o amor, o perdão,  isto é,  a verdadeira fraternidade, reinará   entre  os homens a paz e a justiça.    Nascerá a concórdia mútua e um mundo mais evoluido.

Muita Paz

Advertisements