A ciência acredita que a teoria da imortalidade da alma é o resultado das crenças religiosas, da cultura, do medo da morte. Afirmam que são erros conceituais adquiridos desde a nossa infância são apenas  crendices dos  fatos sobrenaturais. O Espiritismo mostra  que nada tem de sobrenatural,  tudo que existe no Universo é natural.

O sobrenatural é o resultado da ignorância humana. O Espiritismo não tem a intenção de convencer a ninguém a acreditar na imortalidade da alma. Cada um tem a sua hora de entender a verdade, cada um tem o seu momento certo. Joana de Angelis nos diz que a intuição da vida, o instinto de preservação da existência, as experiências psiquicas do passado e parapsicologicas do presente atestam que a morte é um veículo de transferência do ser energético pensante, de uma fase ou estágio vibratório para outro, sem expressiva alteração estrutural da sua psicologia.

O Espírito jamais morre simplesmente abandona o corpo físico quando este não tem mais condições de abrigar o principio inteligente e certamente todos nós já pensamos da mesma maneira dos nossos irmãos materialistas, que ainda não conhecem a verdade. ¨ Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará ¨ são de Jesus Cristo nosso irmão maior esse ensinamento.

Muita Paz

Anúncios