Quando alguém não quiser vos receber, nem escutar vossas palavras, sacudi, em saindo dessa casa ou dessa cidade, o pó de vossos pés..

Nossas atitudes em relação a nossa crença  devem nascer dos nossos corações  da nossa convicção intima e jamais  reagir contra a crença do nosso irmão.  Não devemos tentar impor ao outro a nossa realidade como se a nossa crença  fosse a melhor para traduzir as leis divinas.

 

Sentimos realmente desejo de orientar de indicar o nosso caminho   para que as pessoas que estão a nossa volta   possam conhecer o caminho da verdade,  mas devemos respeitar o momento de cada um para adquirir   novos conhecimentos  com maturação  pessoal.

Nos relacionarmos com afeto com irmãos que não querem ouvir as nossas palavras  é mostrarmos que não temos a pretensão  de sermos os únicos  possuidores das verdades de Cristo. A vida maior tem diversas formas de levar o ser ao desenvolvimento espiritual.

Lancemos as sementes sem a pretensão de converter os nossos irmãos, cada um tem o momento certo.  Ao aceitarmos o nosso semelhante,  respeitando suas opiniões, conceitos e preconceitos, estamos trabalhando  o nosso  desenvolvimento espiritual.

Há criaturas intransigentes, rigorosas que não entendem e que não aceitam novas verdades. Se não quiserem nos ouvir e nem aceitarem a nossa amizade em virtude da nossa crença, silenciaremos sem qualquer reação de convencimento. Prossigamos convictos do nosso ideal de exercitar e divulgar a nossa doutrina esclaredora e consoladora em prosseguimento com os ensinos do nosso Mestre Jesus.

¨ Assim diz hoje o Espiritismo aos seus adeptos: não violenteis, nenhuma consciência; não forceis ninguém a deixar sua crença  para adotar a vossa…¨  .

Muita paz

Advertisements