Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. olhai as aves do céu, que não semeiam e vosso Pai Celestial as alimenta. E quanto ao vestuário ; olhai os lírios do campo, não trabalham nem fiam.

Não andeis inquietos dizendo: Que comeremos? que beberemos? Com que nos vestiremos?  Homens de pouca fé!  Não te inquietes pelo dia de amnhã. O dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia  o seu mal. Essa passagem de Jesus, que está no Evangelho de Mateus, nos tranquiliza quanto o amanhã, pois  o medo do amanhã nos distancia do presente imobilizando as nossas realizações, fazendo nascer o medo do fracasso. Saibamos esperar  os fatos  que podem ou não acontecer.

Desperdiçamos tempo e energia  com medo de  coisas que podem acontecer e que  não temos controle.  Doenças, mortes, perda de amores ou financeiras,  com isso deixamos de desfrutar o que de bom está acontecendo  hoje, deixamos de  aproveitar  o que estamos vivendo nesse momento.

Lógico que não podemos confundir preocupação com cautela. Ser cauteloso consiste em realizar planos para o futuro. Cautela é um ato sensato, mas preocupação excessiva  anula  muitas vezes  os projetos que temos para amanhã. Não devemos nos inquietar pelo dia de amanhã  pois este pertence a Deus.

Deus sempre nos dá o que é necessário. Quando há confiança existe fé, e é essa fé que abre os nossos caminhos  para a manuntenção e prosperidade da nossa existência. A cada dia basta o seu mal.

Muita Paz

Advertisements