Confiança

Todos nós em vários momentos da nossa vida perdemos a calma, e agimos como não gostaríamos de agir. Lembremos neste momento da oração para nos acalmar e ajudar-nos a encontrar outra solução que não seja motivos de arrependimentos mais tarde.

Encontrei uma bela mensagem de André Luiz, para que possamos refletir nesses momentos dificieis.

Se você está no ponto de estourar mentalmente, silencie alguns instantes para pensar.

Se o motivo é moléstia do próprio corpo, a intraquilidade traz o pior.

Se a razão é enfermidade em pessoa querida, o seu desajuste é fator agravante.

Se você sofreu prejuízos materiais, a reclamação é bomba atrasada, lançando caso novo.

Se perdeu alguma afeição, a queixa tornará você uma pessoas menos simpática, junto de outros amigos.

Se deixou alguma oprtunidade valiosa para trás, a inquietação é falta de tempo.

Se contrariedades aparecem, o ato de esbravejar afastará de você o concurso espontâneo.

Se você praticou um erro, o desespero é porta aberta a faltas maiores.

Se você não atingiu o que desejava, a impaciência fará mais larga a distãncia entre você e o objetivo a alcançar.

Seja qual for a dificuldade, conserve a calma trabalhando, porque, em todo problema a serenidade é o teto da alma, pedindo o serviço por solução.

Muita Paz

Advertisements