Allan Kardec,  acreditava que os Centros Espíritas, deveriam ser formados  por pequenos grupos,  seria mais produtivo. O Centro Espírita é uma casa religiosa onde se reunem pessoas com vocação para a caridade e que conhecem bem a Doutrina Espírita, para transmití-la a quem nela chegar.

¨O Centro Espírita ¨

Deve-se formar uma diretoria que deverá ser responsável pelo funcionamento do centro, cria-se um estatuto, coloca-se um mobiliário básico e começa os trabalhos. Em principio além da divulgação doutrinária, seria interessante  trabalhar em beneficio dos necessitados como alimentos, enxovais para gestantes etc…

Importante também um grupo de estudo, onde todos os participantes da casa unidos   participassem. As palestras públicas sempre  voltadas para a consolação.  Pois  onde há interesse e dedicação  nos trabalhos,  as vibrações saudáveis das  equipes espirituais sérias,  acompanharão o trabalho desta casa. 

O dirigente da casa deve ser um defensor da causa espírita, observando que todos os participantes não se desviem da doutrina, dentro de uma liderança,  amiga e  fraterna. Todos os trabalhos dentro de uma casa espírita devem ser aberto com uma prece agradecendo ao nosso irmão Maior Jesus Cristo e a Espiritualidade que ajuda a realização dos  trabalhos. E quando  encerrado os trabalhos  uma prece de agradecimento deverá ser feita.

É normal os participantes ficarem felizes ao ver o salão cheio, para assistiem uma palestra nos dias de reunião pública, porém o  mais o importante é realizar os trabalhos com amor e dedicação,  nem sempre todos os assistentes são encarnados, os desencarnados também precisam ouvir as palestras.

O espírita de verdade trabalha pelo seu próximo, a Casa Espírita terá a frequência quer for destinada pela espiritualidade, do presidente aos funcionários  voluntários, todos deverão estar empenhados no que a casa pode  oferecer a todos.  Trabalhadores e frequentadores precisam  do conhecimento da verdade, da caridade e do amor.

Muita Paz

 

Advertisements