Em  ¨ O Livro dos Espírito ¨ pergunta 723, Allan Kardec indaga para a espiritualidade:  A alimentação animal para o homem, é contrária a lei natural? – Na vossa constituição fisica, a carne nutre a carne, pois do contrário o homem perece.  A lei de consevação impõe ao homem o dever de conservar as suas energias e a sua saúde, para poder cumprir a lei do trabalho . Ele deve alimentar-se, portanto, segundo exige a sua organização.

¨A cada reencarnação subimos alguns degraus da evolução¨

Nos últimos tempos temos notado um movimento  que pretende incluir na Doutrina Espíritas algumas proibições,  entre elas o consumo de carne,  possivelmente são  pessoas que não concordam com este tipo de alimentação, e que afirmam receber comunicações de espíritos dando essa orientação. Provavelmente são inspiradas por espíritos afins,isto é,  espíritos que também não concordam com a alimentação animal.

Mas Kardec obteve a resposta da espiritualidade sobre o assunto como vimos na pergunta 723,  sua pergunta foi clara, assim como a resposta. O homem é onívero, preparado para se alimentar de animais e vegetais. Se chegarmos à conclusão que o homem não precisa de carne, estaremos admitindo uma falha na natureza, em relação a organização  do homem.

Evidente que existem seres humanos que não consomem carne,  e outros  nem os seus derivados,  mas é uma decisão pessoal que deve ser respeitada, pois cada um tem o direito de usar o seu livre arbitrio.  Mas é importante que respeitem as pessoas que tem necessidade da ingestão de carne. Inadimissível é  atribuir o fato de não ingerirem carne,  como  sendo uma situação de elevação espiritual.  Alegando que os animais tem alma.  Vamos encontrar nas obras de Kardec a afirmação  que há uma grande distância entre a alma dos animais e dos homens.

Inadimissível também,  quando  colocam a  sua decisão,  como sendo orientação da Doutrina espírita. No estágio em que nos encontramos, muitos de nós tem necessidade da carne, é injusto afirmarem em nome da Doutrina que o homem seria mais evoluido se desistisse de ingerir carne.

Ainda em ¨O Livro dos Espíritos¨pergunta 724 Kardec pergunta: A abstenção  de alimentos animais ou outros, como expiação, é meritória? – Sim , se homem se privar em benefício do seu semelhante. Eis porque dizemos que aqueles que se privam pela aparência são hipócritas. Ou seja se os vegetarianos se privassem de carne para mandar para região onde há famintos seria meritório.

Aqueles que não comem carne por intolerância ou dó dos animais, devem ser respeitados,  mas  não devem  interferir na decisão alheia, principalmente alegando que essa decisão faz parte da   Doutrina espírita. Disse Jesus: Não é o que entra pela boca  o que contamina o homem, mas o que sai dela.

Muita Paz