O dirigente de uma casa Espírita deve dar o exemplo para os demais participantes. Em princípio ele será dirigente  apenas por algum tempo,  logo será substituido, e a sua maneira de trabalhar influenciará os que lhe sucederão. Nas Casas Espíritas   várias pessoas atuam  na busca  do  mesmo objetivo, que é a busca da verdade e a ajuda ao seu próximo. E quando forma um grupo  há necessidade  de  um dirigente.

É importante que os dirigentes estimulem o grupo para que as atividades da casa, para que estas  se realizem dentro de um clima de harmonia e ordem, além de conhecer a doutrina o dirigente precisa ter a mesma conduta dentro e fora da instituição. U ma das virtudes importante para este cargo é saber ouvir os seus companheiros de trabalho.  

¨O Evangelho manual do dirigente ¨

Sem a intenção de ensinar o que ainda está aprendendo o dirigente deve ser democrático sem ser permissivo, sincero sem ferir os sentimentos alheios, conviver com as diferenças e aprender a aceitar críticas sem ficar ofendido. Em Mateus  Capítulo 20 Vv. 20 a 28, Jesus ensina que a liderança é não querer ser o maior, mas servo dos demais.

O dirigente Espírita deve aproveitar o seu tempo de liderança para ensinar o que sabe,  e humildade para  aprender o que ainda não sabe, pois a vida aqui no nosso planeta de provas e expiações é um grande aprendizado, e quando  estão  juntos com a mesma intenção, todos tem algo a ensinar uns aos outros .

Muita Paz 

Anúncios