Relendo uma Revista Internacional do Espiritismo de 2009, achei bastante interessante esse artigo a respeito dos sonhos ¨(…) os encarnados dedicados às causas do progresso humano, enquanto dormem, livrando-se parcialmente  do corpo, encontram-se na espiritualidade e confabulam sobre seus trabalhos individuais na terra ¨

Allan Kardec conta na edição de junho de 1866 da Revista Espírita, sobre um sonho que teve e que lhe causou forte impressão. Nele, viu reunido um grupo de pessoas, no que parecia ser uma rua, as quais lhes eram estranhas na sua maioria e, tentando  perceber o assunto de que tratavam, notou surgir um muro próximo uma inscrição brilhante que enunciava:

Descobrimos que a borracha rolada sob a roda faz uma légua em dez minutos… Sem conseguir enxergar mais detalhes, a frase apagou-se, deixando-o bastante intrigado. Já acordado pressentiu que o enunciado escondia um objetivo, mas não atinava qual seria.

Sua saúde, nesse período, carecia de cuidados e tendo consultado o Dr.Demeure, que fora médico na terra, aproveitou para ouví-lo sobre o sonho. O Espírito pediu um prazo a Kardec para inteirar-se do assunto. Essa passagem relatada por Kardec confirma as orientações encontradas nas obras básicas.

O fato é que as pessoas que Kardec viu nos sonhos, na erraticidade, eram reais e trocavam informações para a descoberta do que viria a ser, em breve, o pneu, artefato de borracha fundamental para dar maior agilidade aos veículos de transporte, que começavam a ser desenvolvidos.

O tempo passou e o progresso desenvolveu o pneu e o automóvel, que se transformou praticamente numa necessidade moderna para o delírio das multidões. Dr. Demeure , informou que os encarnados dedicados à causa do progresso humano, enquanto dormem, liberando-se do corpo durante o sono confabulando com os trabalhos individuais da terra.

Esses encontros no espaço explicam ainda o fato do surgimento de idéias idênticas, em vários pontos do globo, praticamente ao mesmo tempo, e que acabam dando origem a grandes e pequenos feitos que têm por fim promover o avanço da humanidade.

Muita Paz