Fé Raciocinada

Segundo Mateus Jesus foi procurado por um homem dizendo que seu filho estava possesso e seus apóstolos nada puderam fazer. Então Jesus o curou,   seus discípulos vieram lhe perguntar,  porque eles não haviam conseguido curar o rapaz. E Jesus respondeu-lhes, que eles não tiveram fé, pois se tivessem uma fé do tamanho de um grão de mostarda teriam conseguido.

 Existem algumas interpretaçãos para essa expressão ¨transportar montanhas¨ Claro que Jesus não estava falando de arrancar uma montanha e transportá-la para outro lugar. Mas significa o que conseguimos, e que nos parece impossível, isto é a verdadeira fé .Existem dois tipos de fé como está explicado no ¨ O Evangelho Segundo Espiritismo ¨ que é a Fé cega e a Fé raciocinada.

A fé cega é a fanática, acredita que coisas impossíveis possam acontecer, aceitam  sem questionar, dependendo de quem afirme,  inclusive fatos impossíveis para a  natureza. Eles não questionam. O  indivíduo não consegue enxergar além, está sempre esperando um grande milagre, não importa o que aconteça, ele simplesmente  acredita . A fé raciocinada analisa, questiona antes de aceitar a idéia apresentada.

Ainda no Livro ¨O Evangelho Segundo o Espiritismo ¨ é ensinado que a fé não é prescrita, não é imposta por ninguém, a fé pode ser desenvolvida com entendimento.  O   importante não é  ver para crer, mas  é preciso compreender os fatos. Os temas do Estudo Espírita  são fundamentais para adquirirmos a fé. O Espiritsmo também não se considera o dono da verdade, como outros irmãos pertencentes a outras religiões.

 O avanço da humanidade não depende apenas dos espíritos encarnados, mas o trabalho dos desencarnados intuindo os encarnados trabalham para o bem geral. Porém o importante é entendermos  que a ¨Fé inabalável ¨ é aquela que pode encarar frente a frente a razão, em todas as épocas da humanidade. A Doutrina espírita foi preparada adequadamente por Espíritos Superiores que participaram da Codificação.

Muita Paz

Advertisements