O que acontece com alguém que não acredita na imortalidade da alma, quando percebe que não pertence mais ao mundo dos encarnados? Aquela pessoa vive somente para as conquistas materiais, acreditando que não existe mais nada depois da morte.  De repente percebe-se  em uma situação estranha. Será que está sonhando? Luta para acordar e não consegue.

E a família? Onde está?  Em algumas situações consegue  voltar para casa, mas ninguém fala com ela. Que será que está acontecendo? ( Lembrando que cada caso é um caso) Muitos desencarnam aceitam com naturalidade o momento sem sofrimento.  Mas o  interessante é que  muitos de nós não nos preparamos para a morte, nem pensamos nessa possibilidade,  evitamos falar nesse assunto, é como se isso jamais acontecerá conosco. Quando somos surpreendidos pela morte de um ente querido, sofremos, e neste caso a morte fica sendo algo um pouco mais real no nosso entendimento, mas ainda assim tentamos esquecê-la.

Normalmente esses espíritos desencarnam,  ficam desorientados, porém  passados os momentos de confusão e muitas vezes de inconformação, aos poucos vão aceitando a nova realidade, e começam a se  distanciar dos probelmas que deixaram na terra e permitem-se  ser envolvidos  por seus protetores, que vão acolhê-los e ajudá-los a superar esta mudança.

É  muito importante as preces que podemos fazer por estes irmãos,  para que mais depressa, entendam a nova situação e aceitem a ajuda dos amigos espirituais e dos entes queridos que o precedram. Sabemos que um dia também partiremos para a pátria espiritual e com certeza lá os encontraremos, por isso não devemos lamentar nem  nos desesperar quando alguém que amamos volta à pátria espiritual. Podemos sentir saudades mas   não precisamos viver em  tristeza, nós nunca o esqueceremos e eles também não. Quando lembrarmos que seja com alegria dos bons momentos que vivemos ao seu lado e oremos por eles.

Porém precisamos continuar  vivendo  aqui, ainda não chegou a nossa hora. Então vivamos como encarnados, desfrutando o que a vida pode nos oferecer, mas lembrando que do outro lado eles  também podem ser felizes,  ao lados dos que os amam e vendo a felicidade dos que ficaram.

Muita Paz