Sempre que conhecemos um homem que além do carinho que dispensa as seus filhos, dispensam também cuidados pessoais, educação e companheirismo dizemos:  – Ele não é um pai é um pãe! Como se o ser do sexo masculino não tivesse sensibilidade para amar, respeitar e educar seu filho, como se fosse uma mãe.

 

¨PAI ¨

Ele não é pãe, ele é pai, é um ser humano, que por trás daquela barba, tem um coração amoroso, que quer brincar,  que quer ensinar.  As suas mãos grandes, também sabem afagar um rosto pequenino, também sabem embalar  seu filho para adormecer. Quem disse que o homem com seus pés grandes, não pisa como anjo para o filho não acordar.

Quem disse que na falta de uma mãe, este homem, não tem um sorriso largo, não tem  um coração que bate dentro do peito cheio de amor para dar ao seu filho biológico ou do coração. Deus na sua infinita sabedoria, não dá uma função a quem não tem capacidade de exercer.  Ninguém está só nas sua escolhas, Deus nosso Pai sempre está ao nosso lado.

Nem todas as crianças, podem ter um pai e uma mãe. mas quando não é possível, o ser humano , homem ou mulher pode suprir aquele que falta. Pode conduzir um  ser em formação, com amor, paciência e dedicação.  Desempenhando a tarefa  de formar um ser humano, apto para a vida material e espiritual.

O meu carinho e admiração a todos os pais, que tem dupla função na formação de um ser humano. E que um dia esse filho ou filha possa dizer, você me aceitou como filho e eu te amo, e te fiz exemplo.

Muita Paz

Advertisements