A prova da riqueza segundo a espiritualidade é tão difícil quanto a da pobreza. Deus não condena ninguém por ser rico, mas condena a maneira, de como esse rico, conduz a sua fortuna. Segundo Allan Kardec se a riqueza fosse um obstáculo à salvação, em princípio, quem nascesse rico já estaria condenado.

A prova da riqueza  é muito arriscada, sendo mais perigosa que a prova da miséria, por causa das tentações que o dinheiro oferece, estimulando o poder, a vaidade, o orgulho. Nesse caso   o dinheiro passa a  ser é um laço poderoso à vida material.

 

¨ Vida de Luxo e Riqueza ¨

Quando o dinheiro vem rapidamente para as mãos de pessoas que eram pobres como cantores, atores, atletas, ou ganhadores de grandes prêmios, há uma  mudança repentina na vida  desses indivíduos,  e muitos não sabem lidar de repente com o dinheiro. É preciso muito equilibrio para que estes irmãos não caiam em tentações desastrosas.

Deus colocou a  riqueza nas mãos de algumas pessoas, para que elas pudessem usar a sua prova ajudando a humanidade.  gerando empregos, financiando pesquisas para o bem da humanidade, estimulando a cultura, enfim gerando  progresso para o mundo. E no nosso mundo precisamos de dinheiro para seu desenvolvimento.  Na lei divina aquele rico que não sabe usar seu dinheiro, para o progresso do mundo e para o crescimento do seu semelhante é um transgressor. Adquirindo muitos débitos.

A riqueza é o acúmulo de bens que é dada como prova a alguns espíritos encarnados. É uma prova difícil de ser concluida.  E esse espírito,  responderá pela bom ou mau uso dessa prova. É uma prova  difícil,  por ser um laço poderoso que liga o homem aos bens materiais. desviando-o  do que foi combinado na sua programação reencarnatória.

Porém quando bem administrada, quando o espírito encarnado vence essa prova, é fonte benfazeja  do progresso intelectual do homem e da evolução do mundo em que vive.

Muita Paz

Advertisements