You are currently browsing the monthly archive for Junho 2011.

Relendo uma revista de 2008- RIE – Revista Internacional Espírita. Achei interessante um artigo em que um nosso confrade, comenta a decepção que Kardec sentiria com o comportamento das Casas Espíritas atuais.

Em princípio é muito difícil para qualquer um de nós, julgar qual seria o comportamento do Codificador. Por que  Allan Kardec ficaria decepcionado  como algumas pessoas acham? Talvez porque alguns de nós  não gostamos de música, de arte, de alegria,  Kardec também não gostaria? A missão de Kardec foi  Codificar a Doutrina  Espirita, sendo atendido por espíritos superiores que o ajudaram no seu trabalho.

Porém em suas obras,  não há citações de mau humor.  Ele deixou um trabalho sério, um trabalho que deve ser amplamente  estudado para que possamos entender.  Mas  aceitarmos a arte dentro das atividades espíritas, não negligenciam o trabalho do Codificador.

Faço parte de uma Casa Espírita, fundada em 1934, onde a sua principal característica é o estudo, e a fidelidade às obras Kardequianas, além do exercício da caridade e do amor  ao próximo. E temos quase trinta grupos  na nossa casa. Grupos públicos,  grupos de Evangelização para jovens e crianças, grupos de estudo,   que sem perder a alegria aprendem a Doutrina espírita.

http://www.youtube.com/watch?v=UuCS0FM3hps

Temos músicas. Temos um Coral, oficinas, que dentro de um ambiente fraterno, ajuda a confraternização entre os seus participantes. Não precisamos de tristeza para seguirmos em busca  da nossa evolução espiritual, precisamos de tolerância e compreensão.

Não sabemos o que Allan Kardec desejaria para as Casas Espíritas após  150 anos após a sua desencarnação. Mas com certeza para os seus irmãos ele gostaria que continuasse a divulgação e o estudo  da Doutrina,  com amor, com respeito e serenidade.  Seguindo sempre os ensinamentos do nosso Mestre Jesus.

Muita Paz  

Anúncios
O fato de ser homossexual ou heterossexual não é uma questão de opção sexual. Obviamente que ninguém decide entre uma coisa ou outra, mas cada indivíduo poderá escolher se irá exercer ou não a sua sexualidade, seja ela qual for, afinal, todos nós temos sempre o nosso livre-arbítrio para todas as escolhas da vida. 
 
O erro está na discriminação com os nossos semelhantes, sejam eles homossexuais, obessos, gagos, negros, pobres ou portadores de deficiência física ou metal, etc. Acredito também que as leis que têm sido criadas para combater o racismo, por exemplo, são respeitadas, infelizmente,  por medo da justiça e não por respeito ao semelhante, por isso, as pessoas passam a não discriminá-los.
 
O kit gay nas escolas, na minha opinião está mal elaborado, deveria ser editado com outro contexto para os adolescentes a partir do ensino médio. Nas escolas, as crianças de 14 anos também devem começar a ter as suas consciências trabalhadas pelos educadores. Todos os jovens devem aprender a respeitar as diferenças humanas. Creio também que esse respeito deveria ser ensinado não só nas escolas, bem como nos lares e nas casas religiosas. No momento, as crianças e  os adolescentes são instruídos quanto aos preconceitos da nossa sociedade. É importante essa política pública nas escolas com os adolescente para evitar a homofobia e demais preconceitos e/ou práticas de discriminações. Todos têm que aprender a lidar com o diferente.
 
Talvez o  kit gay precisará ser mais elaborado, deverá trazer uma abordagem diferente para os alunos maiores de 14 anos, pois na minha opinião, o kit como está sendo mostrado não vai ensinar os jovens a respeitar os seus amigos homossexuais. Contudo, me perdoem os amigos que são contras a campanha do kit, alegando que este irá influenciar a opção sexual dos nossos filhos. Isso é ignorância. Com essa opinião, muitos querem continuar excluindo e descriminando o homossexual. Isso é realmente o que eu penso.
 
Nas obras do Codificador, ele faz algum comentário,  não condena nem aprova a homossexualidade, além de dizer que tudo na nossa vida neste atual planeta é o resultado de provas e expiaçãoes. Mas, nos ensinamentos do nosso Mestre Jesus, encontraremos um ensinamento que acabaria com todas está polêmica: ¨ Amai-vos uns aos outros¨ ¨não façais ao seu semelhantre aquilo que não gostaríamos que nos fizessem¨ afinal, todos somos filhos do mesmo Pai e Deus ama a todos a seus filhos sem descriminações. Esse é o ensinamento do Espiritismo, que acompanha e apoia o mesmo ensinamento de Jesus Cristo.
 
Muita Paz a Todos!

” Desejo primeiro quevocê ame, E que amando, também seja amado. E que se não for, seja breve em esquecer. E que esquecendo, não guarde mágoa. Desejo, pois, que não seja assim, Mas se for, saiba ser sem desesperar. Desejo também que tenha amigos, Que mesmo maus e inconseqüentes, Sejam corajosos e fiéis, E que pelo menos num deles Você possa confiar sem duvidar.

Victor Hugo

 E porque a vida é assim. Desejo ainda que você tenha inimigos. Nem muitos, nem poucos, Mas na medida exata para que, algumas vezes, Você se interpele a respeito De suas próprias certezas. E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo, Para que você não se sinta demasiado seguro. Desejo depois que você seja útil, Mas não insubstituível. E que nos maus momentos, Quando não restar mais nada, Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé. Desejo ainda que você seja tolerante, Não com os que erram pouco, porque isso é fácil, Mas com os que erram muito e irremediavelmente, E que fazendo bom uso dessa tolerância, Você sirva de exemplo aos outros.  Desejo que você, sendo jovem, Não amadureça depressa demais, E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer E que sendo velho, não se dedique ao desespero. Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e é preciso deixar que eles escorram por entre nós.. Desejo por sinal que você seja triste, Não o ano todo, mas apenas um dia. Mas que nesse dia descubra Que o riso diário é bom, O riso habitual é insosso e o riso constante é insano. Desejo que você descubra, Com o máximo de urgência, Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos, Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.  Desejo ainda que você afague um gato, Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro Erguer triunfante o seu canto matinal Porque, assim, você se sentirá bem por nada.  Desejo também que você plante uma semente, Por mais minúscula que seja, E acompanhe o seu crescimento, Para que você saiba de quantas Muitas vidas é feita uma árvore. . Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro, Porque é preciso ser prático. E que pelo menos uma vez por ano Coloque um pouco dele Na sua frente e diga “Isso é meu”, Só para que fique bem claro quem é o dono de quem. Desejo também que nenhum de seus afetos morra, Por ele e por você, Mas que se morrer, você possa chorar Sem se lamentar e sofrer sem se culpar. . Desejo por fim que você sendo homem, Tenha uma boa mulher, E que sendo mulher, Tenha um bom homem E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes, E quando estiverem exaustos e sorridentes, Ainda haja amor para recomeçar. . E se tudo isso acontecer, Não tenho mais nada a te desejar”.

Poeta Victor Hugo

 É o que eu desejo a todos os meus amigos.

Na pergunta 974 em ¨O Livro dos Espíritos¨ Kardec perguntou a espiritualidade: De onde procede a doutrina do fogo eterno?  Resposta: –  Imagem, como tantas outras, tomada como realidade.

Continuando na 974-a: Mas esse temor não pode ter um bom resultado? Resposta: – Vede se ele refreia aqueles que a ensinam. Se ensinais coisas que a razão rejeitará mais tarde, produzireis uma impressão que não será durável nem salutar.

O homem  incapaz de traduzir na sua linguagem a natureza desses sofrimentos, não encontrou para ela comparação mais enérgica que a do fogo, pois esta é para ele o tipo de súplicio mais cruel e o simbolo da ação mais enérgica. È por isso que a crença do fogo eterno remonta à  mais alta antiguidade e os povos modernos os herdaram dos antigos. É ainda por isso que, na sua linguagem figurada, ele diz: o fogo das paixões, queimar de amor, de ciúmes etc..

Na RIE de junho de 2008, encontramos um artigo que relata que no ano de 2007, o papa Bento XVI reiterou, em um sermão para fiéis em Roma, que o inferno não é uma imagem literária – trata-se realmente de um lugar onde as pessoas  queimam por toda a eternidade.

 

¨ Inferno ¨

Moisés para conter os povos rudes do seu tempo, mostrou  um Deus punidor, violento, vingador que ensinava, mas não perdoava, muito parecido com os ¨seres  humanos¨. E nesse caso,  muitos o seguem por medo,  de não agrada-lo e serem condenados  ao fogo eterno. Pois Deus não perdoa e sim condena.

Qual o papel de Jesus Cristo? Que veio nos ensinar o amor e o perdão, que ensinou que devemos perdoar setenta vezes sete cada ofensa recebida.  E que  Deus nosso Pai  nos dá o seu  perdão.

Me perdoem a comparação,  mas qualquer ¨pai ou mãe terrena¨ perdoa e ama o seu filho, mesmo diante dos seus erros e jamais condenariam um  filho ao fogo da eternidade.  Jesus veio nos mostrar um Deus amoroso, que perdoa e dá tantas oportunidades aos seus filhos, quantas forem necessárias, até encontrarem o caminho do bem,  e que jamais consentiria em deixá-los nas mãos de Satanás  queimando eternamente.

Quando disseram que Deus foi criado a nossa semelhança, queriam dizer que ele é igual também  nos nossos defeitos? Punidor, vingador?  Por isso vemos tantos seres na humanidade revoltados com Deus. E pior julgando os atos de Deus.

Por que Deus me abandonou? Por que consente tantas tragédias? Onde estava  Deus diante das catástrofes? Por que Deus levou meu filho etc… Para crer num Deus assim, muitos preferem crer que depois da morte nada existe, na realidade é mais consolador, do que arriscar ir para o inferno.

Deus é a inteligencia suprema causa primária de todas coisas. Deus é eterno, imutável, imaterial, único, poderoso, soberanente justo e bom. Deus é amor!  E ama a todos os seus filhos bons ou maus.  Jesus Cristo seu filho amado, ensinou que  o bom pastor não perde nenhuma das suas ovelhas que todas serão reconduzidas ao caminho do amor.

Deus não precisa ser temido, Deus deve ser amado, quem aceita suas  leis por amor e confiança não põe seu amor em julgamento.

Muita Paz

Hoje encontramos muitos adeptos de outras religiões que estudam as obras do Espiritsmo.  São pessoas que apesar de não  fazerem parte do Movimento  Espírita, admiram  a maestria que Allan Kardec realizou este trabalho.

 

¨Espiritismo a Terceira Revelação ¨

Kardec se esforçava em entender os ensinamentos recebidos pelos Espíritos e também, dedicava grande atenção de como o Espiritismo, seria recebido por seus adeptos. Suas razões eram nobres, verificar  quais os pontos que havia mais dúvidas , com isso fortalecendo  o contato com as pessoas.

Allan Kardec, apesar de estudar os Espíritos Desencarnados, jamais deixou de se preocupar como comportamento dos Espíritos Encarnados. Hoje talvez fosse mais dícicil, alguém realizar o tabalho de Allan Kardec,  pois as idéias espíritas transpuseram  os grupos dedicados ao estudo sério  do Espiritismo.

Encontramos hoje instituições formadas por grupos especializados para estudar a doutrina. Formadas por vários grupos da sociedade como: médicos, militares, pedagogos, psicólogos etc… Evidente que muitos desses grupos citados, se empenham em levar com seriedade as pesquisas o estudo do Espiritismo.

Mas atualmente o Espiritismo tem sido divulgado em novelas, filmes, revistas. Sem a fidelidade dos ensinamentos de Kardec.  Então assuntos como mediunidade, reencarnação, lei de causa e efeito, entraram nos lares, sem permissão dos opositores ou dos adeptos do Espiritismo, diante desses fatos muitos adeptos se preocupam com a deturpação  da Doutrina Espírita, pois nen todos tem o compromisso com a verdade.

A verdade fica baseada no grupo que o compõe. Não que o estudo do Espiritismo seja só dos Espíritas, qualquer pessoa tem o direito de estudar, as obras  estão disponíveis para quem assim o desejar.

A divulgação da Doutrina Espírita é importante, lamentável é que algumas verdades fiquem distorcidas, mas tudo caminhará ao seu tempo. E que os adeptos do Espiritismo sigam o ensinamento do Codificador.

¨Espíritas Amai-vos, Espíritas Instrui-vos ¨

Muita Paz

Bseado na RIE – 2006

¨A prece é a exteriozação dos sentimentos dos homens é o que envolve e nutre mediante as expêriencias por que passam¨.

 

A prece nos ampara nos limites dos nossos sofrimento. Ela também é um convite para agradecer, suplicar, devotar, e reestruturar-nos psicologicamente, amortecendo  as angustias, e ainda nos fazendo entender as leis de Deus.

A prece tranquiliza  ante a perda de um ente querido, pois intui o conceito da imortalidade da alma, e o estimulo interior que nos leva a certeza do amor de Deus por todos  nós.  Ela nos induz a paciência, nos envolve com afetividade, quando precisamos corrigir aos que  amamos.

Clareia a nossa devoção em ralação ao Mestre, reconhecendo que ele é o intermediário dos ensinamentos do Pai.  Quando oramos, queremos  isolar  as nossas imperfeições  e substituí-las  por  acertos, em nossa consciência.

Quando  proferirmos uma prece, evitemos formas decoradas, oremos com os nossos corações, com os nossos sentidos, exteriorizando a espontaneidade que irradia o que está na nossa consciencia.

Muita paz

 Buscarmos a paz,  a liberdade  e felicidade plena,  é algo ingênuo.  Pois os valores do mundo em que vivemos, ainda  nos leva a fragilidade dos sentimentos. Mas trabalharmos a nossa reforma  íntima,  para alcançarmos  esses objetivos, faz parte da nossa tarefa, aqui nesse mundo de provas e expiações, isto é,  trabalhar pela nossa evolução.

¨Felicidade¨

 

Se resolvermos trabalhar uma só virtude, encontraremos dificuldades,  mesmo assim estaremos no caminho certo,  se nos empenharmos.   Buscar uma meta, é algo  que  nos trará felicidade.  A fé cega é imprudente e poderá  destruir o nosso progresso. Porém a fé raciocinada, nos dará suporte para nossas conquistas, para enterdermos a natureza da vida e os  seus desafios.

Assim raciocinando compreenderemos  que os acontecimentos sociais, tão comuns que existem entre nós, são  movidos por impulsos intuitivos,  nos orientando na nossa caminhada. O sentimento de união em uma crença é um estímulo ao crescimento do ser,para  que possamos   aceitar as decepções, e algumas recaídas em relação a fé.

Todos queremos ser livres e felizes, mas o amor pelo próximo  nos mostra que precisamos   uns dos outros,  para alcançarmos esse estado de liberdade e felicidade.

Muita Paz

Um médico ateu convicto, perdeu seu neto querido, o jovenzinho costumava quase todos os dias tocar piano junto com seu avô. Eram momentos de alegria para os dois.

Mas um dia um acidente levou o menino para o plano espiritual, o sofrimento da família foi muito grande, especialmente do avô. Que depois de alguns dias encorajou-se e foi tocar piano.

E teve a nítida impressão que seu neto querido estava ao seu lado, e isso aconteceu muitas vezes. até que o médico decidiu, que embora tivesse essas percepções, isso não existia, e ele não iria acreditar, pois era ateu.

E não mais tocou o seu piano. Há pessoas que mesmo diante de fatos recusam-se a crer que existe algo depois da morte. Preferem garantir que não acreditam, que tem certeza, e não adianta tentar convencer a pessoa.  A vida de cada um é essencialmente sua, Cada um é livre para procurar seus caminhos.

Se as pessoas não conseguem acreditar em vida após a morte, em comunicação com espíritos encarnados, nem em reencarnação, esse é o seu limite. Cada um tem a hora certa de encontrar a verdade.

Não sabem quanta consolação pode ser encontrada, quando entendemos a Doutrina Espírita. Mas cada um tem o seu momento. E Deus não tem pressa, pois com certeza todos conhecerão a verdade.

Muita paz

    

Poema de Casemiro de Abreu

Quando sentires da tristeza o véu
Cobrir-te a alma a soluçar de dor,
Tudo perdido, as esperanças mortas,
A vida escura sem nenhum calor…

Quando sentires, nessas noites longas,
Que a tua alma em sofrimento atroz
Perdeu o rumo, como perde o barco
Por entre a onda em vendaval feroz…

E na amargura em que tu te consomes
Ninguém te ajuda, nem um peito só;
E quando vires que os amigos falsos,
Inda te cobrem de mais lodo e pó…

É nesse instante que na escuridão
(Anjo celeste que enviou Jesus!)
Alguém o pranto que teus olhos vertem,
Aflito enxuga irradiando luz!,

Anjo da Guarda de bondade imensa,
Cuja missão é dirigir-te o passo,
Contigo sofre porque não o ouviste,
E te atiraste ao traiçoeiro laço!

Oh! Quantas vezes! Quantas vezes! Quantas!
Tu, fascinado com a ilusão do mundo,
Ouviste o Anjo segredar baixinho:
“Foge depressa, que o abismo é fundo!”

Cumpre este Anjo sob a Luz do Cristo
Missão sublime que lhe deu Maria:
A de velar-te – não importa a hora,
Seja de noite, madrugada ou dia!

Quantas virtudes seu trabalho exige
Para realizar-se em teu escuro mundo:
Dedicação, que nem as mães possuem!
A humildade e um amor profundo!

Nos manicômios, no asilo ou creches,
Nos hospitais ou nas prisões cruéis,
Todos que sofrem nunca estão sozinhos,
Nem mesmo as moças dos fatais bordéis!

Por que não tentas conversar com o Guia?
Ouvi-lo podes através da mente!
E Anjo da Guarda tem visão do Cosmos!
E vê além deste viver presente!

Assim fazendo, encurtarás as provas
Que se acumulam no passar do dia;
Adeus tristezas, sofrimento, tédio!
Ouve inda hoje a sábia voz do Guia!

Psicografado por Jorge Rizzini

 

Voltar «                  Próxima

Não podemos evitar o abandono das crianças, isto é um fato, mas podemos trabalhar a sensibilidade dos nossos irmãos para a solidariedade da adoção. Cada dia aumenta o número de crianças abandonadas por seus pais. Sem contar as crianças que são retiradas de seus lares por maus tratos e passam a viver em casas lares.

      ¨Uma criança maior pode ser seu filho¨

Não vamos julgar o ato desses pais em relação a seus filhos, apenas queremos comentar que existem muitas crianças disponíveis para adoção, e ainda assim ninguém as quer. Como é triste uma criança que espera todos os dias ganhar um pai ou uma mãe, e os dias vão passando e a medida que essas crianças vão crescendo, sua chance de ter um lar, como toda criança sonha, fica cada vez mais distante.

Muitas pessoas estão na fila para adotar um criança.  Mas escolhem esse futuro filho, dentro das suas preferências, essas crianças devem ser bem pequenas, e de preferencia parecida com os futuros pais, além de serem perfeitas, e sem doenças.

Nessa espera para encontrar o filho escolhido, essas pessoas, permanecem  anos em uma fila de adoção. Enquanto existem crianças também aguardando por anos, encontrar um pai ou uma mãe. Será  que o filho destinado para eles, já não está nascido em algum lar?  Esperando ser encontrado?

Como o acaso não existe  os futuros pais adotivos  podem estar, com esse gesto impedindo o encontro com o seu filho. Filho que  talvez esteja esperando esses pais  para corrigir  um ato de desamor em alguma vida passada.  Visitemos as crianças um pouco maiores, e se você encontrar o seu filho, seu coração lhe dirá na hora.

Muita Paz

Espíritas amai-vos; espíritas instrui-vos.
Junho 2011
S T Q Q S S D
« Maio   Jul »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 39 outros seguidores