¨O problema dos Espíritas é que eles se preocupam muito com os mortos, mas esquecem de dar assistência aos vivos¨
Esse pensamento são  de pessoas que desencantaram-se com a Doutrina. Evidente que são pessoas que não souberam separar o Espiritismo do ¨espírita ¨ 
Compreendamos, que na verdade o problema não é a Doutrina Espírita, pois  esta prega o ensinamento do Mestre Jesus, que é  o amor, a solidariedade, e o bem estar do seu irmão estando ele encarnado ou desencarnado. 
Não somos frios, nos preocupamos realmente com os mortos, mas não é verdade que os espíritas deixam  os vivos esquecidos. Talvez alguns irmãos espíritas, tenham   dificuldades em demonstrar o seu afeto.  
Mas diante dessa afirmativa, não nos resta outra alternativa , senão trabalharmos intensamente para acabar com essa impressão errada de alguns irmãos. O espírita  se preocupa com os companheiros da jornada terrestre, e sem isso estaria inflingindo um dos ensinamentos de nosso amado Mestre, que é ¨Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo com a ti mesmo ¨
 

¨ Ama e terás o amor ¨


Mas que  esse pensamento dos  nossos  irmãos, decepcionados com a Doutrina, sirva para refletirmos, e trabalharmos para que essa observação seja anulada.  Cultivamos  a amizade com os nossos irmãos dentro da casa que trabalhamos, sem   nos isolarmos dos problemas,  sem nos fecharmos  em pequenos grupos.  Que a nossa fraternidade possa acolher de verdade todos os nossos irmãos encarnados e desencarnados.

Muita Paz

Advertisements