Sou algo mais do que isto,
Do que cérebro e coração
Não sou apenas matéria,
Que cumpre sua função.

Sou centelha, sou etéreo,
Sou Espírito imortal,
Sou alguém travando luta,
No meio do bem e do mal.

Sou viajante do tempo,
Nesta grande nave Terra,
Já tive tempos de paz,
Já tive tempos de guerra.

No grande palco da vida,
Fui mendigo e doutor,
Apanhei no pelourinho,
E matei quando senhor.

Lavei as mãos com Pilatos,
E gritei por Barrabás,
Virei as costas ao Mestre,
Sem voltar-me para trás.

Hoje sou o resultado,
Das vivências do passado,
Trago agora a certeza:
Sou um ser reencarnado

Muita Paz

José Maria Brito Lopes

Advertisements