You are currently browsing the monthly archive for Abril 2011.

Para nós que somos  espíritas,  o grupo familiar é aquele  que precisamos estar na atual reencarnação,  para que possa acontecer a   reconciiação,  com os nossos adversários do passado. Perdoar aqueles que nos fizeram sofrer, e sermos perdoados, aos  que nós fizemos sofrer.

Mas quando chegamos aqui, esquecemos tudo que foi combinado na hora da nossa programação,  e o que queremos é uma família unida e  feliz, muito perto de nós, queremos que nossos filhos nos amem, e que casem com pessoas que nos admire, netos nem falar, amamos sem goísmo,  e não exigimos tanto como fazíamos com os nossos  filhos.

 

A família reunida

Mas em certa época da vida,  fica um pouco mais complicado administrar essa união. As pessoas que entram na nossa vida, não são como desejamos que fossem, cada uma tem o seu livre arbítrio, suas qualidades e seus defeitos.

Reunir todos! Como é bom quando conseguimos, chegamos até a nos emocionar, e choramos de alegria às vezes de raiva pela imcompreensão de alguns. Mas precisamos ficar atento, colocando um tempero aqui outro ali, para controlar a situação. Ninguém tem a família perfeita, pois todos nós estamos na terra em aprendizado. Vamos aprendendo aos poucos, a lidar com a nossa família, improvisando, transmitindo um pouco de amor, tentando harmonizar para tê-los por perto.

Bem mais tarde muita coisa se perde na lembrança, Mas queremos estar perto. Saborear os bons momentos que ao longo da vida com certeza houve muitos.

E agradecer a Deus, a reconciliação que conseguimos com alguns.  nessa jornada terrestre. Os que não conseguimos, esperar nova oportunidade de convivência , em futuros encontros,  através das próximas reencanações.

Com a certeza,  Jesus nosso Mestre amado, estará sempre  ao nosso lado em todos os momentos da nossa vida.

 Muita paz

A doutrina espírita nos explica que é o nosso interior, que nos garante a saúde. Na pergunta 196 a em ¨ O livro dos Espíritos ¨ Kardec pergunta aos espíritos:  – É o corpo que influi sobre o espírito para o melhorar ou o Espírito que influi sobre o corpo?

– Teu Espírito é tudo: teu corpo é uma veste que apodrece; eis tudo. O Evangelho de Jesus não é apenas um roteiro de luz, mas uma receita de paz, de felicidade, de saúde e alegria.  A Doutrina espírita nos apresenta o Mestre Jesus como o sublime médico da alma. A saúde é o reflexo do equilibrio interior. A enfermidade representa o expurgo  dos desequilibrios internos.

Jesus Cristo Sublime Médico das Almas

 

Entendemos que as doenças tem suas raízes implantadas  no passado do espírito, por isso que precisamos de tratamento material e tratamento espiritual. Mas quando falamos em tratamento espiritual não nos referimos apenas a fluidoterapias, mas a  educação através da Evangelização. Com a Evangelização, o estudo contínuo, o  homem tem condições de analisar suas próprias doenças, renovando-se,   corrigindo antigas viciações, esforçando-se para alcançar o otimismo.  Mesmo com a doença no corpo,  podemos melhorar o interior,  e nesse caso, a dor transforma-se em remédio e aprendizado,  pois colabora para o arrependimento tão necessário a evolução do ser.

A tarefa da Casa Espírita não é realizar prodígios, no campo da cura, Sua tarefa é  colaborar com os companheiros encarnados  no projeto do crescimento para Deus, auxiliando-os  a superar suas dificuldades, que na realidade foram criadas  por eles mesmos, mediante o uso inadequado do seu livre arbítrio.

Buscar a medicina material para os males do corpo, apoiada na medicina espiritual. Essa conduta  vai ensinar o homem, a buscar a cura também  para sua alma.

Muita Paz                                                                                                                                                                 RIE

Rico Insensato

Havia um homem muito rico, que possuia muitas terras, centenas de escravos, muitos campos de centeio, cevada. E os pastos verdes onde os rebanhos se multiplicavam. E a cada dia o homem enriquecia, realizava sempre grandes negócios.

Esse rico fazendeiro tinha um celeiro muito grande para guardar suas colheitas. Mas, os celeiros embora enormes, já eram insuficientes para armazenar seus produtos…  Um dia pensou: Preciso aumentar os meus celeiros, e mandou  contruir outros celeiros ainda maiores, ficou muito feliz quando viu sua obra realizada. Agora tinha onde guardar a produção dos seus campos.

 

E disse aos seus amigos: Agora poderei viver tranquilo muitos anos, posso viver sossegado e pensar somente na exportação dos produtos.  E a noite ao invés de rezar e agradecer a Deus o seu sucesso financeiro, não elevou um só pensamento ao Criador. E nessa mesma noite após a inauguração dos celeiros e dos seus pensamentos orgulhosos.

Deus disse: ¨Insensato, esta noite tua alma será chamada ; e o que tanto juntaste para quem será? ¨

E o homem morreu sem um gemido, sem uma prece. Seus planos de tranquilidade para o futuro foram inúteis. Ele não sabia que o futuro pertence a Deus. Inutil foi juntar tanta riqueza, sem nunca haver pensado em Deus nem nas necessidades do próximo. Morreu sem fé e sem humildade no coração. Suas riquezas de nada valeram no mundo espiritual, pois ele nunca as utilizou  para ajudar a ninguém. Valores na eternidade ele não tinha.

Disse Jesus: ¨Assim é aquele que, para si, junta tesouros e não é rico para com Deus¨

Ele era um homem avarento ´só pensava em dinheiro, não ajudava  nem aos seus escravos, a morte o colheu de repente e seu espírito penetrou no mundo espiritual sem luz, porque não se preparou espiritualmente , não havia bondade no seu coração nem fé em Deus.

Deus não condena a riqueza, o rico tem direito de usufruir o que ganhou com seu trabalho. Deus condena a falta de caridade, a falta de ajuda ao próximio, que pode ser dada através do auxilio material, do auxilio intelectual, ajudar o seu semelhante a ganhar o seu próprio sustento. Deus condena a forma que o rico usa sua fortuna. sem lembrar de ajudar de alguma forma o seu semelhante.

Muita Paz   

A paternidade e a maternidade são decisões tomadas na hora da programação dos espíritos, e sempre são em decorrência de vinculos do passado. A escolha dos pais, como a dos filhos,  são nececessárias  para a formação desses núcleos familiares, que envolve  também os parentes próximos.  Nossas dívidas, muitas vezes aconteceram dentro desse núcleo familiar,  que agora se forma. Pais, irmãos, avós, tios, primos etc…

Retornamos para acertar as nossas dívidas com esse grupo. Nossos filhos são espíritos que mantivemos bons ou maus relacionamentos.  É  importante entendermos que podemos estar vinculados a esses espíritos por afeto ou desafeto. 

Quando nessa união passada houve amor,  a convivência é pacifíca e carinhosa com entendimento  famíliar. Mas se houve ódio, muitas vezes a convivência é difícil, com o pai ou com a mãe.  E a finalidade dessa reaproximação, é a reconciliação.  Através dos ensiamentos da Doutrina Espírita,   esses espíritos, poderão entender essas dificuldades, e trabalharem por esse entendimento.   Pois se estão juntos, vieram  para aprenderem a conviver com amor,  perdoando as mágoas do passado.

Aquele bebê que o pai e mãe receberam com tanto amor,  e envolvem  em seus braços carinhosamente, muitas vezes foi vítima de um dos dois, e agora foi recebido para acontecer essa reconciliação. Mas esse lindo bebê pode também no passado ter sido o algoz de sua mãe ou do seu pai, ou até mesmo de ambos, e esses pais na hora da programação aceitaram receber esse espírito como filho,  e criá-lo com amor, para que haja o cumprimento das leis divinas.

A reencarnação é a oportunida divina e  sublime para o entendimento ,  entre esses espíritos adversários do passado.  Nessa nova existência, pode ainda o desentendimento continuar entre pais e filhos, assistimos esses tristes fatos todos os dias.

Mas existirão outras oportunidades,  para que o amor vença entre esses espíritos. O Plano espiritual programa e os espíritos reencarnantes aceitam, mas se falharem , recorrerão a novas experiências até que possam pelo amor, saldar todas as suas dívidas.

Muita Paz

Jesus Cristo o Nosso Mestre

 Ninguém acende   uma vela e põe embaixo de um recipiente, porque ali a luz não se propaga. Pelo Contrário, acendemos uma vela e a colocamos sobre uma mesa, ou outro móvel, para que possa iluminar o ambiente. Só que a luz que Jesus se refere, é a luz da verdade e do conhecimento.

Jesus em algumas ocasiões ensinava por parábolas, para que o povo pudesse entender,  ele aproveitava os fenômenos da natureza os costumes rurais, os hábitos do povo. Mas apesar disso nem todos tinham condições de entender  seus ensinamentos. Hoje temos mais facilidade de entender e praticar os ensinos do Mestre.

 

Porém o ensino básico.  Que é a caridade, o amor, e o perdão, como condição básica para a nossa salvação. Esta foi ensinada e exemplificada por Jesus, claramente para todos. O Espiritismo coloca a verdade, e o conhecimento ao alcance de todos, o espírita não coloca a candeia debaixo do alqueire, trabalha para sua divulgação, levando a verdade aos seus semelhantes.

Grandes espíritas trabalharam e ainda trabalham pela Doutrina.   Grandes divulgadores e médiuns, que continuam seus trabalhos estando encarnados ou desencarnados. Desde os primeiros momentos da codificação, os espiritos superiores anunciaram que a finalidade da Doutrina Espírita era o restabelecimento do cristianismo.

Porque a luz é importante tanto para a vida material, como para a vida espiritual. Sem luz não há vida, não há amor, não há evolução. Acender uma vela e colocar embaixo de um recipiente, é comparado a adquirirmos um conhecimento  e ocultá-la dos nossos semelhantes. 

Vamos manter a candeia acessa,  para que essa luz possa iluminar a todos. Jesus veio trazer ao mundo a centelha de luz para que a criatura humana,  se ilumine para os planos divinos. ¨Tome a sua cruz aquele que me quer seguir ¨- Podemos entender essas palavras de Jesus da seguinte maneira: Suporta corajosamente tuas provas, tenha fé, não negue a tua crença. Divulgue a tua doutrina, faça caridade e Perdoe.

¨Ame a Deus e ao teu próximo como a ti mesmo¨

Muita Paz 

É a primeira vez que participo de uma caravana espírita. Da Caravana Chico Xavier participou várias casas espíritas de Londrina, sob a direção do Centro Espírita Anita Borella de Oliveira, participaram espíritas do Centro Espírita Nosso Lar, juntamente com o Coral desta casa, do Centro espirita Meimei, e de outrs casas da região.

Não tenho palavras para expressar o bem estar que causou a todos. A emoção sentida em Uberaba, visitando o museu de Chico Xavier, o Colégio Allan kardec em Sacramento e tendo a oportunidade de adquirir ensinamentos deixados por Euripedes Barsanulto.

O admirável trabalho de Juninho em Uberaba. de Alaor, na Casa Espíririta Irmã Walquiria, e o maravilhoso trabalho de Tadeu, tanto do hospital como da casa Espírita em Araxá. Quem tiver a oportunidade de conhecer estas cidades e casas Espíritas, juntem-se a outros irmãos e participem.

Muita Paz

Muita Paz

Olá Pessoal

Estou Participando de uma Caravna espírita pelas cidades de Uberaba, Araxá e Sacramento.

Quando Chegar em Londrina, contarei com mais detalhes, tudo que aprendi e vivenciei neste feriado da Páscoa.

Desarmamento

Outra vez o governo brasileiro, se propõe a desarmar   a  população .   Infelizmente  em 2005  a população optou pela comercialização das armas, talvez apavorada com a violência que assola o nosso país.  Talvez  um protesto à falta de segurança reinante entre nós. Muitos estranharam como  um país Cristão, e que a cada dia surgem novas religiões o resultado tenha sido o de continuar a venda de armas de fogo.

 

Será que faltou amor ao próximo, como afirmam alguns? – Não.  Talvez o medo,  associado a nossa pouca evolução espiritual. Sabemos que essa evolução  é lenta e gradual. Conhecemos os ensinamentos do Mestre Jesus, mas ainda não conseguimos pô-los em prática.

Na questão 62 em ¨O Consolador ¨ Emmanuel diz (…) No grau dos vossos conhecimentos atuais, entendeis que somente os assassinos que matam por perversidade estão contra a lei divina. Quando avançardes mais no caminho,   aperfeiçoando o aparelho social, não tolerareis o carrasco… ¨

E na questão 746 Kardec pergunta aos espíritos?

O homicídio é um crime aos olhos de Deus?

– Sim, um grande crime. porque aquele  que tira a vida  do seu semelhante, corta uma vida de expiação ou missão, e aí está o mal. O Evangelho de Jesus, está repleto de passagens contra a violência.

O governo  está iniciando  outra campanha a favor do desarmamento no Brasil,  e se houver uma  proibição, comemoremos esse ato,   como uma vitória  inicial , numa atitude inovadora e digna dos habitantes da nossa ¨Pátria do Evangelho¨

Muita paz  

O atendimento fraterno vem ganhado espaço nas Casas Espíritas. E esse trabalho tem um grande valor para as pessoas que buscam um consolo imediato aos seus sofrimento. Mas não basta apenas conversar com as pessoas, as Casas Espíritas preocupam-se com o tipo de atendimento. Sem dúvida o mais importante é a vontade de ajudar a quem sofre naquele momento, mas se faz necessário que esses atendentes fraternos, tenham conhecimento suficiente da Doutrina  para melhor desempenhar sua função.

Atendimento Fraterno

Pois naquele momento  quem está atendendo,  está falando pela Doutrina Espírita, e não pode diagnosticar o que está acontecendo a esse irmão sofredor. Nem todos que vão buscar esse apoio estão vitimados apenas por algum obsessor, ele pode estar sendo vítima de transtornos psiquiátricos, de  problemas familiares, e angustiado busca socorro na casa espírita.

E o atendente precisa estar alerta, para não conduzir o atendimento simplesmente para o plano obsessivo. Na verdade  não podemos afirmar que esse irmão,  tem problemas psiquiátricos ou obsessivos.

¨Allan Kardec esclareceu  que a obsessão muito prolongada pode ocasionar perturbações mentais, e é importante o tratamento médico aliado ao tratamento espiritual¨.  Trabalhadores da Casa, preparados e equilibrados, são auxiliados por Espíritos Superiores no atendimento. O importante é saber ouvir, para perceber algum sinal naquele irmão que sofre. A função do atendente, não é  dignosticar,  se é ansiedade, depressão ou sindrome do Pãnico. A  função é ouvir criando um ambiente de empatia, pois em qualquer um dos casos quem está aflito¨ pode¨ estar acompanhado de algum irmão desencarnado que o está fazendo sofre.

  O conhecimento da Doutrina Espíria,   a empatia, e o bom senso, e a proteção dos Espíritos,  permitirá o atendente  avaliar se deve sugerir ao atendido,   uma assistência médica.   Explicando que o tratamento médico aliado ao  espiritual,  através  de fluidoterapias  e frequencia à casa espírita para ouvir palestras,  ajudará muito  no seu tratamento.

Muita paz

Todos nós temos a nossa própria personalidade,  que é forjada  pela alma ao longo de várias existências, desde sua origem , quando foi criada  por Deus simples e ignorante.  Desde então a tarefa é evoluir e chegar ao Pai. Para vencermos as nossas dificuldades, Deus nos deixou os ensinamentos do nosso Mestre Amado, e uma dos ensinamentos para atingirmos a nossa evolução é o combate ao egoísmo, pois esse defeito nos amarra aos atrativos e aos sentimentos inferiores.

Em ¨O Livro dos Espíritos¨ Allan Kardec aborda esse assunto na pergunta 917, quando pergunta à espiritualidade:

Qual é o meio de se destruir o egoismo?

– De todas as imperfeições humanas, uma das  mais difíceis, é o egoísmo, porque ela se prende a influência da matéria, da qual o homem  ainda  está  muito ligado.  Ainda  não conseguiu  libertar-se.  O Espiritismo  bem compreendido, faz ver as coisas do alto. A personalidade egoísta,  desaparece de alguma forma, quando procuramos  vencer as dificuldades que encontramos nesse mundo de Provas e Expiações.

EURIPEDES BARSANULFO

 Euripedes Barsanulfo no livro ¨Mensagem do Além túmulo ¨ Explica que uma das chaves para  para solucionar o problema da personalidade desviada do bem, esta na humildade, trabalhando para eliminar o orgulho e o egoísmo.

A personalidade não é defeito, Ela  torna-se um problema,   mediante as deslculpas que damos para os nossos erros.  Como não somos anjos, tentamos justificar muitos dos nossos atos, atribuindo à nossa personalidade. Isso explica as diferentes personalidades  e os diferentes seres encontrados na terra, segundo o grau já conquistado pelo espírito encarnado, sendo essa desigualdade necessária  para desenvolvermos a nossa personalidade, voltando-nos para o  caminho bem e do progresso espiritual.

Muita Paz                                                                                                   RIE

Espíritas amai-vos; espíritas instrui-vos.
Abril 2011
S T Q Q S S D
« Mar   Maio »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 39 outros seguidores