Indiscutivelmente  o amor ao próximo é o que assegura o equilibrio na marcha do progresso.

Para amar ao nosso próximo não precisamos  de profissões que lidem diretamente com o ser humano,  mas deve comparecer em todos os campos de atividades, regendo todos os ministérios e profissões.

Diplomar-se médico sem piedade para com os enfermos está longe do sentimento de amor ao próximo. Um juiz sem piedade com a justiça, que deve ser feita ao seu próximo, não passará de um cabide precioso para os textos legais. Um sacerdote preparado para os ofícios do templo, sem piedade com os seus fiéis, terminará o seu serviço espalhando a desilusão.Todos somos necessitados de piedade e de exercer a piedade pelo nosso semelhante.

Só a compaixão desenvolverá em nós o amor ao próximo. Bata-nos recordar a imensa bondade do nosso Mestre Jesus, que tolera os nossos erros e do nosso próximo, ajudando, amando, entendendo e servindo, porque somente através da profunda compaixão de uns com outos é que atingiremos  a comunhão com Deus.

“Amar a Deus sobre todas as coiss e ao próximo como a nós mesmo”

Muita paz !

Anúncios