Um semeador, durante todo o dia, semeou grãos de trigo no seu campo.

Ao por do sol voltou para casa, cansado, mas, feliz por haver realizado sua missão de trabalho. Semeara trigo e estava contente porque aquele trigo seria, em breve, transformado em pão, para alimento de muita gente.

Porém, esse homem tinha um inimigo que invejava suas plantações. O inimigo queria a todo custo prejudicar as sementeiras do fazendeiro.

¨Que farei?¨ – pensava o inimigo. E teve uma idéia, semear pequenas pedras no campo de trigo; Mas pensou: Não dará certo, elas poderão ser retiradas. Resolveu então semear joio onde o trigo havia sido semeado.

o Joio é uma planta muito parecida com o trigo, mas não serve para alimentação do homem. Colocou em prática sua idéia. Agora estava satisfeito, prejuducaria o fazendeiro, e retirou-se cuidadosamente.

Algum tempo depois . quando as espigas de trigo começaram a aparecer, surgiu também o joio.

E o fazendeiro foi informado pelos trabalhadores, que apesar de ter semeado boa semente, estava nascendo joio no meio do trigo.

Ele percebeu que não poderia acontecer por acaso, que alguém lhe prejuducou intencionalmente. Os trabalhadores perguntaram se ele queria que começassem  arrancar o joio. Então o Senhor lhes repondeu: Não é possível fazer isso agora, o joio é muito parecido com o trigo, as raízes  de ambos muitas vezes se entrelaçam.

Deixem que cresçam juntos o joio e o trigo. Na época da ceifa  eu direi aos ceifeiros  que colham primeiro o joio e atem em feixes para queimá-lo; e depois juntem o trigo no meu celeiro.       ( Mateus, 13:24-30, 36-43)

 Esta Parábola Jesus contou ao povo da Galiléia. Seus discípulos estavam presentes, mas, não entenderam. Quando  Jesus chegou a casa de Simão Pedro os discípulos lhe pediram  que lhes explicasse a parábola.

E o Divino Mestre interpretou-a com muita simplicidade.

O Semeador é Jesus, que semeia a boa semente.

O campo é o mundo, a terra em que vivemos.

A boa semente, são as almas que ouvem o Evangelho e fazem todos os esforços para entendê-lo e praticá-lo.

O joio,  são as almas , que não querem ouvir as leis divinas nem as cumprir, buscam os maus caminhos. 

O inimigo são os maus espíritos que tentam influenciar  os bons ao erro e à injustiça.

A ceifa, é a época da regeneração da terra, quando nosso planeta deixará de ser de Provas e expiações;

Os ceifeiros,  são os espíritos superiores, que vão presidir a transformação do mundo.

O joio colhido, e queimado representarão  as almas,  que  não continuarão no mundo de Regeneração . E o trigo representa as almas, que continuarão o seu caminho no mundo de Regeneração, rumo à plenitude. 

  Salomão já ensinava, há muitos anos atrás; ¨Acima de todas as coisas que se devem guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida ¨ – (Provérbios, 4:23)

Muita Paz

Advertisements