O poeta Carlos Drumond de Andrade chamou a passagem para o ano novo de “O Milgre da Renovação”.

Ele diz:

Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias a que se deu o ano?  Foi um individuo genial!

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui para diante, vai ser diferente.

A nossa vontade de recomeçar é realmente grande; prometemos para nós mesmos de modificar o que não está nos fazendo feliz no momento.

Mas, meus irmãos, sabemos que não basta apenas desejar, precisamos trabalhar tal mudança dentro de nós, precisamos fazer o uso do nosso livre-arbítrio para conseguir nos modificarmos, lembrando das palavras de Jesus quando ele nos disse:

Ajuda-te e o céu te ajudará. Mateus Capitulo V vv. 17 – O Evangelho Segundo Espiritismo Cap. XV.  

Temos agora pela frente 365 novos dias, com novas oportunidades a cada dia.

Somente com a nossa fé e com a nossa perseverança, poderemos construir um Feliz Ano Novo.

Muita Paz a todos!